Tailândia

Praia em Krabi, Tailândia

Apresentando a Tailândia

Simpática e amante da diversão, exótica e tropical, cultural e histórica, a   Tailândia  tem um brilho radiante que vem tanto de seus templos pomposos e praias douradas, como dos sorrisos da sua gente, sempre reconfortantes.

Areia entre os dedos dos pés

As praias da Tailândia são míticas: palmeiras imponentes se debruçam sobre areias peroladas, jardins de corais florescem em águas rasas e as festas nas praias são liberadamente lubricadas com bebidas e diversão. Com um litoral extenso – bom, na verdade, dois – e ilhas coroadas por selvas ancoradas em águas azul-celeste, a Tailândia é um portal de entrada para o hedonista e o ermitão, para o príncipe e o plebeu. E, entre os beijos trocados pelo céu e o mar, estão montanhas dramáticas de calcário em sentinela. Este paraíso oferece um menu variado de diversão: em meio às ondas gentis de Bang Saphan Yai; mergulhando com tubarões-baleia em  Ko Tao; escalando os penhascos de Krabi; aprendendo a praticar kiteboard em Hua Hin; recuperando-se num resort terapêutico em  Ko Samui ; e devorando um banquete na praia onde quer que a água e a areia se encontrem.

Espaços Sagrados

O mundo celestial é um confidente próximo nesta nação budista, onde a devoção religiosa é um espetáculo colorido e onipresente. Templos reluzentes e budas dourados enquadram tanto as paisagens rurais como as modernas com exuberância. Figueiras-de-bengala antigas são cerimoniosamente envoltas em tecidos sagrados para honrar os espíritos residentes, altares para atrair a sorte decoram tanto restaurantes humildes de noodles como shopping centers monumentais, e painéis decorados com grinaldas afastam acidentes de trânsito. O contínuo diálogo tailandês com o divino ancora o caos cotidiano numa base sólida de tranquilidade. Os visitantes podem entrar na conversa por meio de retiros de meditação em  Chiang Mai, festivais religiosos barulhentos no nordeste da Tailândia, relicários subterrâneos tranquilos nas cavernas de Kanchanaburi e Phetchaburi, ou templos cênicos no topo de montanhas no norte do país.

Uma mesa farta

Não importa o motivo da sua atração pelo país num primeiro momento – uma refeição tailandesa vai pegar você de jeito. Adorada ao redor do mundo, a cozinha tailandesa expressa aspectos fundamentais de sua cultura: é generosa e calorosa, expansiva e variada, refrescante e descontraída. E é muito mais gostosa no cenário nativo. Todos os pratos tailandeses se baseiam em ingredientes frescos e locais – da lemongrass pungente e pimenta ardente aos frutos do mar carnudos e o frango frito crocante. De abundância tropical, o menu nacional variado é construído ao redor de quatro sabores fundamentais: picante, doce, salgado e azedo. A seguir, há as diferenças regionais, o que impele os viajantes a fazerem uma turnê gastronômica pelas barracas de noodles de Bangkok; pelos pavilhões de frutos do mar em Phuket; pelas bancas birmanesas dos mercados de Mae Hong Son; e por todos os demais lugares com suas frutas tropicais deliciosas. Aulas de culinária revelam a simplicidade por trás de pratos aparentemente complicados, e aprender a fazer compras nos mercados torna-se uma aptidão importante.

Última atualização: 20 de Outubro de 2014