Sul do Pacífico

Todas em Sul do Pacífico

‹ Anterior

de 2

  1. Anchor Inn

    Uma ótima cervejaria que ferve, especialmente quando transmite esportes internacionais. Experimente os especiais do dia, como a sequência de grelhados. É o lar do Vanuatu Cruising Yacht Club, por isso você vai ouvir tudo sobre iates.

  2. Club Hippique

    O Club Hippique oferece caminhadas por florestas tropicais e plantações de coqueiros sobre a Lagoa Emden. Oferece de tudo, de combinações de trilhas, natação e cavalgada a caminhadas pela floresta tropical, passeios tranquilos pela praia ou trilhas ao pôr do sol, em acres de floresta e praia para você explorar. Fica a 10 minutos de ônibus saindo da cidade.

  3. Crusoe Fishing Adventures

    As águas de Vanuatu, os barcos e o equipamento que são obras de arte, e as escolhas de pesca esportiva, nos corais e em ilhas remotas, em meio dia ou dia inteiro, e hospedagem a bordo significam que sua experiência no azul profundo será memorável. Correntes quentes atraem marlins, aguilhão vela, cavala wahoo e atum dente de cachorro; operadores etiquetam e soltam seu pescado, ou dão a um morador do vilarejo. The Horizon é um espaçoso iate Capricorn Classic 42 pés, com o mais moderno equipamento de alta tecnologia, preparado para todas as condições climáticas.

  4. Destination Pacific Islands

    Provavelmente, você vai nadar na linda praia Eton, navegar no Rio Epule, parar para ver os nativos que andam sobre o fogo, visitar a misteriosa caverna Valeva em Undine Bay, ou se divertir com os moradores. Vai ser transportado na ida e na volta por seu hotel, e os preços variam de cerca de VT4000 a cerca de VT7000 (almoço incluso). Entre as operadoras de turismo está a Destination Pacific Islands.

  5. Diana Tam Gallery

    Sinalizada na saída da estrada para Pango, este delicioso estúdio/galeria tem pinturas a óleo originais, gravuras e objetos de vidro. Veja exemplos no site.

  6. Edge Abseiling Adventure Tour

    Vamos levar você ao limite, dizem as placas que anunciam Edge Abseiling Adventure Tour. Então vá, é totalmente fantástico. Veja a paisagem enquanto sobe – você não vai ver nada na descida. Treine a descida em uma pequena piscina secreta, depois são 35m pelas cascatas Mele-Maat para as piscinas rochosas. E sim, você se molha. Idade não é problema, e você leva uma foto de prova (cerca de VT1000).

    A equipe The Edge também tem um rapel de 55m dentro de um desfiladeiro com uma saída através de um túnel, uma Travessia de Tirolesa em Ifira, e uma aventura de caiaque e rapel em Siviri.

  7. Fossa Oceânica To Sua

    Não são exatamente“fossas”, mas sim duas depressões que parecem ralos com paredes rochosas decoradas por vegetação – uma piscina azul mágica tremula no fundo ligando as duas fossas. Você pode nadar para fora da piscina maior passando por baixo de um amplo arco de pedra, sob gotas de água que caem na superfície, para a segunda piscina aberta. Ela é alimentada pelas ondas que emergem de uma passagem subaquática – não tente atravessá-la nadando. O acesso às piscinas é por uma escada de madeira vertiginosa, mas firme. Depois de descer os vinte e poucos metros para as águas cristalinas dessa gruta encantada, você experimenta a serena sensação de estar fora do mundo.

    Quando se cansar dessa piscina encantada, siga pela trilha curta até os penhascos batidos pelas ondas. O jardim bem cuidado é um excelente lugar para um piquenique.

    Infelizmente, não há banheiros ou chuveiros no local, então se quiser dar um mergulho, leve água doce para se lavar e uma toalha, ou vai ter que ficar molhado e salgado.

  8. Le Roof

    Tudo neste restaurante gastronômico de primeira classe é impecável: comida, serviço e ambiente. Fica no píer sobre a água em Anse Vata. Não se decepcione se não conseguir mesa no deque, porque é possível ver os peixes tropicais em dois grandes aquários no interior do restaurante.

    O único ponto negativo é a música alta do bar e boate ao lado, que às vezes perturba o clima perfeito. Por outro lado, pode deixar você no clima para ir dançar depois do jantar

  9. Little Italy Hotel

    Dois andares de bons dormitórios ocupam o espaço sobre o restaurante Little Italy na Rod. Vuna, a oeste do Palace. Os quartos têm varanda particular, ar condicionado, cafeteira, refrigerador e acesso à internet. Tem até um rádio no chuveiro!

    Nossos autores independentes visitaram o Little Italy Hotel e o selecionaram como um dos nossos hotéis recomendados em Nuku'alofa.

  10. Monte Pulemelei

    A maior estrutura antiga da Polinésia é o intrigante e piramidal Monte Pulemelei, assinalado em alguns mapas como Antigo Monte Tia Seu. Ele mede 61m por 50m na base e chega a 12m de altura. É um lugar cheio de vida, com vistas do cume tanto para o oceano quanto para a selva densa. Em dias ensolarados, bandos coloridos de borboletas e pássaros voam por lá. A área em volta deve ser coberta de casas e outros achados arqueológicos, mas, por enquanto, tudo é escondido pela floresta.

    Infelizmente, é muito difícil visitar o Monte Pulemelei porque ele se localiza em território disputado. Assim, não tem sinalização nem manutenção – o caminho para o local e para o monte é invadido pelo mato. Os guias não gostam de levar visitantes ao lugar por receio de que alguém envolvido na disputa da terra possa extorquir uma taxa exorbitante pela visita ou, pior, expulsá-los de lá.

    Você pode tentar ir (nós conseguimos). Para chegar lá, siga pela estrada flanqueada por postes de ferro que começa cerca de 300m além da ponte de vigas de ferro do outro lado do rio saindo das Cataratas Afu-A-Au Falls (não tem sinalização).Em pouco tempo você chegará a uma parte rasa de pedras em um riacho – não vale a pena arriscar, a menos que tenha um bom veículo de tração nas quatro rodas. Estacione e ande 2km planos, mas lentos, por um caminho de vegetação alta (escolha sapatos bons, ou seus pés ficarão destruídos pela vegetação espinhosa) para o monte; vire à esquerda se tiver alguma dúvida. Pouco depois de atravessar uma galeria de água, você verá o antigo estacionamento marcando o começo da trilha. A partir dali são 150m de caminhada ao longo de um caminho cheio de samambaias e morro acima. É um pouco difícil ver que você está no monte até chegar realmente ao topo e a um caminho de flores azuis e cor de rosa.

    Como os dois estacionamentos são isolados, não deixe nada de valor no carro.

  11. Muri Beach Hideaway

    Estes chalés com telhado de palha parecem essencialmente polinésios por fora, mas não se deixe enganar – o interior das villas tem acabamento em belíssimo estilo contemporâneo, com piso de madeira brilhante, paredes revestidas, iluminação suave e enormes camas king size.

    São dois tipos de chalés – as villas “de frente para a praia” (embora só uma seja realmente na areia) e os “chalés lótus luxo” (acesso por uma pequena ponte particular) que ficam afastados da praia e atrás de um jardim gramado com vista para as montanhas centrais no interior. Os móveis são realmente de primeira pelo preço (muitos materiais locais, colchas de tons tropicais e obras de arte do Sul do Pacífico),e todos os pequenos toques estão lá para tornar sua estadia muito especial. Redes na praia, calçados para andar nos recifes e caiaques são cortesia, e tem uma piscina (muito) pequena. O único ponto negativo é a localização meio apertada – os chalés da beira da praia são colados, então, se não estiver desesperado para ouvir o barulho do mar do seu solário, pense em se hospedar um pouco mais para o interior, no elegante chalé da encosta.

    Nossos autores independentes visitaram o Muri Beach Hideaway e o selecionaram como um dos nossos hotéis recomendados nos arredores das ilhas.

  12. Parc Provincial de la Rivière Bleue

    O espaço e protegido Parque Blue River é uma reserva para muitas espécies de aves, inclusive o cagu. A paisagem é uma mistura da típica vegetação de arbustos do extremo sul e densa floresta tropical, e inclui gigantescas árvores kauri de pelo menos mil anos, com troncos de até 2.7m de diâmetro. Siga pela RP3 saindo de La Coulée para chegar ao extremo oeste da represa hidroelétrica, Lac de Yaté , por onde você entra no lindo Parc Provincial de la Rivière Bleue.

    Há um centro de informação para visitantes perto do portão de entrada, e lá tem boas exibições em inglês e francês da flora e da fauna do parque. Também na entrada há mapas gratuitos que traçam os vários caminhos do parque. Um ônibus sai quase de hora em hora (7h30 a 15h15, 400 CFP) de Port Perignon para Vieux Refuge.

    Uma das características famosas do parque é uma floresta kauri submersa, com troncos brotando como fantasmas da água azul e transparente. Reme ao luar para se tornar parte desse cenário.

    A oeste e noroeste do parque estão Rivière Blanche e Rivière Bleue, principais afluentes do Lac de Yaté. Você pode dirigir ao longo das margens do Rivière Blanche até o fim da estrada, andar ou pedalar ao longo da margem do Rivière Bleue, ou subir o rio de caiaque.

  13. Ron's

    Um bar de kava que é sempre popular. O preço atual é de cerca de VT50 para uma “concha” pequena e cerca de VT100 para uma maior.

  14. Solo's Feast 'n' Fun Night

    No Worawia Holiday Haven, o Sr. e a Sra. Solomon do vilarejo local preparam comida tradicional em um forno de chão, servindo e explicando os pratos enquanto você experimenta kava. Depois é hora de dançar. Uma grande noite.

  15. Tamarind House

    Sue Carruthers, top chef de Rarotonga, construiu sua reputação no Flame Tree, mas depois se instalou nesta ampla casa em estilo colonial no litoral norte da ilha. Reserve uma mesa na grande varanda e aproveite a brisa fresca da noite e a comida excelente – uma fusão inspirada de sabores europeus, asiáticos e da ilha. Tem uma boa carta de vinhos, serviço profissional e uma elegante atmosfera de Mares do Sul.