Portugal

Todas em Portugal

‹ Anterior

de 4

  1. Alface Hall

    Com uma das paredes cobertas por LPs, um par de cadeiras de cabeleireiro e um minúsculo palco, há um sentimento antigo neste bar de jazz e blues no Bairro Alto. Há shows grátis todas as noites às 21h: blues de segunda à quarta e jazz de quinta a domingo.

  2. Alfama

    Não há nenhum lugar como a labiríntica Alfama para deixar o mapa de lado e se perder nos becos iluminados pelo sol e nas praças cheias de beleza e brincadeiras. Os estreitos becos e travessas do bairro o conduzirão por uma espetacular
    caçada a gansos selvagens, passando por capelas brancas de cal, pequenas mercearias e pátios sombreados por
    laranjeiras. Os da classe trabalhadora, os “alfacinhas”, ficam nas ruas conversando, ao cheiro de peixe frito e ao som das
    fúnebres baladas de fado. A experiência na Alfama consiste mais em conhecer o cotidiano do que buscar vistas bonitas.
    Faça uma caminhada despretensiosa pela rua de São Miguel, rua de São João da Praça e rua dos Remédios.

  3. Apeadeiro

    Com decoração simples, este restaurante iluminado é conhecido por seu soberbo peixe grelhado, servido a preços justos.

  4. Bacalhoeiro Portuguesa

    Um destaque entre as armadilhas para turistas da Baixa, o Bacalhoeiro serve pratos de carne e peixes portugueses com bom custo-benefício. Fazendo jus ao nome, o bacalhau é excelente, os vinhos refrescantes e acessíveis e o ambiente
    é agitado e casual.

  5. Baluarte Lounge

    O Baluarte é um lugar de luxo, cheio de fumantes com um papel de parede dourado, poltronas e salpicos de roxo escuro. Ele oferece vistas para o mar, coquetéis bem preparados e, ocasionalmente, há noites com DJs.

  6. Bica São Pedro

    Numa via tranquila em São Pedro, uma receptividade agradável e pratos especiais do dia por um bom preço estão à sua espera: carnes, saladas, bacalhau, crepes e quiches estão entre as opções. Também é possível comer no jardim dos fundos.

  7. Caminhada pelas Aldeias

    Existem várias caminhadas encantadoras pelo campo, por monumentos antigos e pelas vielas pavimentadas e ornamentadas com treliças de vinhas. A oficina de turismo tem folhetos sobre os roteiros, que variam de 5km até 14km. Leve água e lanches – os cafés e restaurantes são raros. A subida íngreme de 5km no norte de Arcozelo rende paisagens panorâmicas para cima e para baixo do vale do Lima a partir da pequena e estranha capela (abre em horários irregulares), dedicada a santo Ovídio, o padroeiro dos ouvidos. Sim, você leu direito. O interior é coberto com velas votivas em forma de orelhas oferecidas em esperança ou como agradecimento a curas de males do ouvido. Você também pode dirigir até lá; o retorno da N202 fica cerca de 2,5km a rio acima pela ponte N201.

  8. Camping Orbitur do Guincho

    Monte acampamento depois das dunas da praia do Guincho, a 9km de Cascais, neste local cheio de pinheiros, com um restaurante e uma quadra de tênis. Fica cheio em julho e agosto. Ônibus partem com frequência de Cascais para a praia do Guincho.

  9. Carlos Tomás

    Coimbra é famosa pela cerâmica pintada à mão, cujos motivos caprichosos retratam cenas estilizadas de caça com gavinhas e graciosos animais. O melhor lugar para apreciar um pintor trabalhando e para escolher algumas peças é a loja-estúdio de Carlos Tomás. Lá você também pode encomendar a pintura de objetos e providenciar o despacho de mercadorias bem acondicionadas para qualquer lugar do mundo.

  10. Casa da Ribeira

    Nesse espaço municipal os artesãos trabalham e vendem seus produtos que incluem renda, cerâmica e a típica louça de argila negra.

  11. Casa do Livro

    Papel de parede vintage e espelhos de moldura dourada nas paredes com livros criam um charme discreto nessa agradavelmente iluminada cervejaria e bar de vinhos. Nos finais de semana, os DJs tocam funk, soul, jazz e sons retrô na sala de trás. Entrada: €5.

  12. Castelo dos Mouros

    A 412m acima do nível do mar, este castelo em ruínas fica no alto em relação à floresta que o cerca. As muralhas do castelo mouro do século 9º se estendem pelos cumes das montanhas e passam por rochedos do tamanho de pequenos ônibus. Quando as nuvens se afastam, as vistas das colinas e dos vales da Sintra até o Atlântico brilhante são, assim
    como a subida, de tirar o fôlego. A melhor rota de caminhada a partir de Sintra-Vila não é pela estrada principal, mas
    pela rota da rua Marechal Saldanha. A trilha íngreme possui cerca de 2km, mas é silenciosa e vale a pena.

  13. CC Bombarda

    Entre todas as galerias da rua Miguel Bombarda, este pequeno e singular shopping center é um destaque. Você encontrará lojas vendendo roupas urbanas de estilistas locais, bonsais, artigos variados e de bom gosto para decoração do lar, discos de indie rock português e mais delícias para a clientela hipster. Há uma loja (“Frida”) onde você pode encomendar uma boneca parecida com o seu rosto, e um café (“Pimenta Rosa”) que serve pratos leves num pátio interno.

  14. Chiado

    Esse conjunto de ruas elegantes do século 18 tem lojas de primeira classe e cafés. Ela leva ao labiríntico Bairro Alto, uma região residencial do século 17, e hoje considerada bem descolada, uma espécie de Soho de Lisboa, com lojas de antiguidades, de discos, bares e cafés.

     

  15. Clube Ferroviário

    Acima da estação de trem de Santa Apolónia, este antigo clube social de trabalhadores ferroviários de Lisboa foi transformado em um intrigante local noturno, com DJs e shows ocasionais. O melhor do local é o terraço com vistas para o Tejo.