ParisDicas e artigos

As 20 melhores atrações gratuitas de Paris

Rue Mouffetard à noite

Cidade do amor, capital da moda, paraíso literário... Paris tem várias facetas. Mesmo com entradas de museu podendo ser um tanto salgadas e a gastronomia de butique a preços exorbitantes, a capital francesa ainda pode ser uma experiência econômica.

Seja o seu fraco torres de igrejas arrojadas ou experimentar o cotidiano de um autêntico mercado francês, deixe-se ser seduzido pelos nossas 20 atrações obrigatórias.

Elas são todas completamente gratuit, permitindo que você economize seus euros para as coisas realmente importantes: vinho, queijo e um chaveiro brilhoso da Torre Eiffel – do qual você vai se arrepender assim que voltar para casa.

1. Cathédrale de Notre Dame de Paris

Enfeitada com gárgulas e toques góticos, este imponente ícone parisiense é indispensável. A entrada neste grandioso edifício medieval é grátis, mas se não quiser encarar a fila, dê uma volta nos arredores à margem do Sena para uma vista alternativa da sua abside pontuda e de suas esculturas naturalistas.

2. Le Marché aux Puces de St-Ouen

Olhar as vitrines (ou lécher les vitrines para os franceses) é um ótimo jeito de dar uma espiada indulgente em objets d’art e raridades que você nunca comprará. O mercado de pulgas e feira de antiguidades St-Quen é o lugar perfeito para deixar sua imaginação livre para cometer excessos. Maravilhe-se com capachos de pele de urso, tapeçarias antigas e escafandros de bronze neste mercado excêntrico. (Mas tente conter a surpresa quando conferir as etiquetas de preço!) Saia do metrô na Porte de Clignancourt e siga sob a ponte até que as barraquinhas de lembranças deem lugar às ruas laterias abarrotadas de belas bugigangas.

3. Le Champ de Mars

Um elevador até o topo da Torre Eiffel pode apertar o orçamento custando €13,40 por ingresso, mas felizmente as vistas lá de baixo também são excelentes. Le Champ de Mars tem gramados e canteiros tratados com precisão militar (como é de se esperar de um antigo local de desfiles do exército). Traga uma manta, vinho e o melhor brie que você puder encontrar para esta vastidão de verdor e espere o show de luzes ao anoitecer deixar La Tour Eiffel cintilante.

4. Cimetière du Père Lachaise

O lugar mais assombrado de Paris permite que você visite grandes nomes literários como Proust, Balzac e Oscar Wilde. Jim Morrison também repousa aqui, seu túmulo coberto de cigarros, coroas de flores e oferendas alcoólicas de fãs do rock em peregrinações musicais. As avenidas repletas de árvores e os corvos crocitantes fazem do Père Lachaise a caminhada mais atmosférica de Paris. Vá até o 20º arrondissement, parando na estação Père Lachaise, nas linhas 2 ou 3, ou na Philippe Auguste, na linha 2.

5. Musée d’Art Moderne de la Ville de Paris

Para uma vista surreal da cultura francesa, mergulhe nas coleções permanentes do Musée d’Art Moderne de Paris. Do cubismo radical de Braque às dançarinas de Matisse, com certeza haverá algo para animá-lo. Pegue a linha 9 do metrô e desça na estação Alma-Marceau.

6. Marché d’Aligre

Deleite-se com os melhores artigos de produção local no Marché d’Aligre. Montanhas de queijo, açougueiros artesanais e um campo de barraquinhas de flores podem deixar você em sobrecarga sensorial depois de perambular por alguns corredores. Pare para uma discreta taça de Bordeaux e deixe suas mãos cobertas de farinhas após comer uma baguete crocante. Desembarque na linha 8 na estação Ledru-Rollin e vá até a Place d’Aligre.

7. Basilique du Sacré Coeur

Esta igreja palacial de mármore branco coroa o vigoroso distrito de Montmartre, no 18º arrondissement. Seu interior é decorado com mosaicos de ouro e janelas de vitrais altaneiras, e aqui você pode ouvir o ribombar de um dos sinos mais pesados do mundo. Visitar a basílica é grátis, mas há uma tarifa para subir até o domo ou explorar a cripta.

8. Musée Carnavalet

Experimente um tour de force através da história de Paris, das suas origens remotas à sofisticação da atualidade. A coleção permanente do Musée Carnavalet não custa nada, permitindo que você passeie por salas de desenho do fin-de-siècle e interiores barrocos reconstruídos delicadamente sem gastar um só euro. As estações de metrô mais próximas são Chemin Vert e Saint Paul.

9. Parc des Buttes-Chaumont

O parque mais íngreme de Paris vai acabar com os músculos das suas panturrilhas, mas compensará com um banquete para os sentidos. Com uma variedade de pássaros abundante, elevações rochosas e até mesmo uma queda d’água idealizada pelo gênio do paisagismo Barão Haussmann, é fácil esquecer que se está na agitada capital da França. Encontre o parque a partir das estações Botzaris e Buttes Chaumont do metrô, no 19º arrondissement.

10. Cimetière du Montparnasse

O descanso final de centenas de parisienses glamorosos e intelectuais, este cemitério é menos pomposo do que o Père Lachaise, mas perfeito para uma volta tranquila. Chegue mais perto do que você jamais julgou possível de Jean-Paul Sartre, Simone de Beauvoir e Samuel Beckett.

11. Parc Monceau

Se procurar por celebridades num cemitério é mórbido demais, caminhe entre os notáveis da França no Parc Monceau, que tem estátuas de luminares como Chopin e o célebre escritor Guy de Maupassant. A rica história do parque faz dele um lugar fascinante para uma promenade: este pacato espaço verde foi palco de um massacre em 1871, e era o ponto predileto de Monet para pintar. Vá direto à estação de metrô Monceau, no 8º arrondissement.

12. Canal St-Martin

Junte-se aos parisienses chiques à beira da água durante o pôr do sol ou jogue pedrinhas no canal como a heroína de O Fabuloso Destino de Amélie Poulain. Este vigoroso retiro à beira-rio, entre as estações République e Gare du Nord, no 10º arrondissement, é o lugar perfeito para fazer um piquenique tomando vinho e ficar de ouvido na conversa dos locais.

13. Atelier Brancusi

Mergulhe nas formas suaves das esculturas de Brancusi com uma visita gratuita ao seu estúdio, recriado no Centre Pompidou. O escultor abstrato, natural da Romênia, ganhou renome com obras famosas como O Beijo, e esta oficina, montada carinhosamente, oferece um vislumbre surpreendentemente íntimo do intelecto de um artista.

14. Arènes de Lutèce

Trace as ruínas da herança romana de Paris na Arènes de Lutèce, no Bairro Latino. Datando do ano 1 d.C., acredita-se ser o anfiteatro romano mais extenso já construído. Enquanto a arena não mais recebe lutas de gladiadores, ainda oferece espaço para um esporte não menos formidável: a pétanque.

15. Rue Mouffetard

Este mercado na rua de parelelepípedo está entupido de padeiros artesanais, fromageries e confeitarias gourmet. Visite-o num sábado, quando se torna uma enorme feira, e escute o zunido dos aficcionados por comida e os gritos dos vendedores. Delicie-se com um sorvete em formato de rosa na Gelati d’Alberto, no 45 rue Mouffetard.

16. Belleville

Uma volta pelas ruas de Belleville, distrito com uma história de rebelião e instinto multicultural, é certamente combustível para a imaginação. O alvoroçado Quartier Chinois de Belleville e seus artistas residentes fazem de lá um lugar perfeito para a exploração. Perambule pela Rue de Belleville para ver o local onde dizem que a trágica chanteuse Edith Piaf nasceu, sob um poste de iluminação, e então siga para o sul até o Parc de Belleville. Não parta sem antes visitar um dos vários estúdios e galerias de arte do distrito.

17. La Promenade Plantée

Uma estrada de ferro com uma nova decoração floral, esta passarela oferece vistas soberbas e permite que você passeie por arcadas de verde viçoso, muito acima da multidão da cidade. O charmoso caminho de 4,5km percorre a maior parte do 12º arrondissement, e você pode adentrá-lo da Avenida Daumesnil, perto da estação Bastille do metrô.

18. Théâtre du Lucernaire

Este caldeirão cultural que mistura teatro e cinema é repleto de cafés e tem um bom número de atrações sem custo, incluindo uma exposição rotativa de fotografia. Apanhe um par de óculos escuros e uma caderneta e junte-se ao tropel de intelectuais do tipo artístico que frequenta este centro de cultura francesa.

19. Le Marais

O vívido distrito do Marais é soberbo para um passeio de domingo. Siga a trilha de Luís XIV, visite o quarteirão judeu ou simplesmente cobice a sua incrível seleção de antiquários. Pare na estação République ou na Hôtel de Ville.

20. Jardin des Tuileries

Dê à sua viagem a Paris uma impressão de realeza percorrendo o parque histórico entre o Louvre e a Place de la Concorde. Siga os passos peculiares de Maria Antonieta e veja onde Napoleão construiu seu arco triunfal.

 

Para adicionar um toque extra à sua aventura parisiense, planeje sua viagem para que coincida com um destes eventos gratuitos:

1. Dias de entradas grátis nos museus. Os clássicos museus de Paris abrem suas portas de graça no primeiro domingo de cada mês. Percorra as galerias de esculturas do Louvre e dê uma olhada na Mona Lisa ou refestele-se no Musée d’Orsay. Chegue cedo, mas não espere muito sucesso em escapar das multidões.

2. La Fête de la Musique. Esta extravaganza musical gratuita permite que músicos amadores e profissionais ofereçam shows e se divirtam todo 21 de junho. O exuberante festival faz a ponte entre o rock, o jazz e o pop, sem esquecer de outros estilos musicais.

3. Plages de Paris. Os meses do verão trazem uma metamorfose curiosa na mais chique das cidades, quando o Sena recebe areia e cadeiras de praia e há um aglomero de vendedores de sorvete às suas margens. Esta é uma experiência de férias na praia urbanizada, uma maneira essencial para refrescar-se nos abafados meses do verão parisiense.

4. Desfiles de moda gratuitos. Não seria Paris sem um desfile em passarela, e a moda mais distinta da França aparece grátis aos olhos de todos nas exibições semanais nas Galeries Lafayette. Reserve por e-mail para garantir um lugar.

5. La Nuit Blanche. Uma vez por ano, Paris abre suas portas para um banquete cultural noturno. Visite galerias, edifícios estatais e até piscinas gratuitamente durante a noite toda.

Anita Isalska – Autora da Lonely Planet

Este artigo foi publicado em Abril de 2013 e foi atualizado em Novembro de 2014.

Paris