Panamá

Panamá

Por que eu amo o Panamá?

Por Carolyn McCarthy

 

Em um mundo em que áreas ermas e culturas nativas estão desaparecendo, o Panamá – contra todas as probabilidades – ainda mantém sua essência intacta. Caminhar através das florestas exuberantes, ver de perto as diferentes culturas indígenas e navegar entre ilhas tropicais intocadas aguçou os meus sentidos de fascinação. A vista da vida selvagem é impressionante – em lugares óbvios, como as águas da Ilha de Coiba, mas também em trilhas de florestas preservadas bem ao lado da capital. Para mim, o Panamá é uma confluência – uma explosão de natureza, culturas e crenças daquele jeito bagunçado que lembra a vida cotidiana na América do Sul. Toda aquela energia te alimenta, e então você vê o mundo de uma nova maneira.

Última atualização: 05 de Fevereiro de 2015