Nova York

Atrações em Nova York

‹ Anterior

de 1

Próxima ›
  1. American Folk Art Museum

    Essa minúscula instituição abriga peças antigas e alguns tesouros artísticos, entre eles obras de Henry Darger (conhecido por suas cenas de batalha cheias de meninas) e de Martín Ramírez, criador de alucinados caballeros. Há ainda uma boa variedade de esculturas de madeira, quadros, fotografias coloridas à mão e objetos decorativos. Às quartas-feiras, o local sedia apresentações de violão e às sextas há shows musicais gratuitos.

  2. American Museum of Natural History

    Fundado em 1869, este clássico museu encanta crianças e adultos apaixonados pela natureza e, claro, por dinossauros, cujas réplicas (impressionantes!) ocupam três grandes salas. Há muitas exposições interativas que encantam os pequenos. 

  3. BRIC House

    Essa antiga organização artística do Brooklyn (responsável pelos espetáculos gratuitos montados no verão no Prospect Park, entre outros eventos) transferiu-se para esse admirável espaço de 3 mil m2 em 2013. O centro multidisciplinar acomoda exposições de arte, eventos de mídia televisiva e de internet, e outras atrações, como peças teatrais, concertos e espetáculos de dança, montados no teatro com capacidade
    para quatrocentos espectadores. Tem uma filial do café Hungry Ghost e, ao lado, uma oficina de produção de vidro, que também recebe exposições.

  4. Chelsea Market

    Brilhante exemplo de renovação e preservação urbana, o Chelsea Market transformou a antiga fábrica de biscoitos Nabisco (criadora do Oreo) em um mercado de 243 mil metros, que fornece vários tipos de alimentos. No entanto, a atração principal são as dezenas de lojas de comida, como Amy’s Bread, Fat Witch Bakery, Lobster Place, Hale & Hearty Soup, Ronnybrook Dairy e Nutbox.

  5. Drawing Center

    Única instituição sem fins lucrativos dos EUA focada apenas em desenhos, o Drawing Center exibe trabalhos de mestres e desconhecidos justapondo vários estilos. Exposições históricas incluíram obras de Michelangelo, James Ensor e Marcel Duchamp, enquanto as mostras contemporâneas exibiram pesos-pesados como Richard Serra, Ellsworth Kelly e Richard Tuttle.

  6. East River State Park

    A área de 2,8ha do East River State Park é a coqueluche mais recente de Williamsburg para festas ao ar livre e shows gratuitos no verão. O amplo gramado sedia também outros eventos e atividades. Nos meses de calor, o Brooklyn Flea é montado lá, e uma balsa faz a ligação com Manhattan e a Governors Island. Proibido o acesso de animais.

  7. Memorial e Museu Nacional do 11 de Setembro

    Depois de anos de atraso, o Memorial e Museu Nacional do 11 de Setembro finalmente abriu para o mundo. Duas piscinas refletoras com cascatas são tanto símbolo de esperança e renovação como um tributo aos milhares que perderam a vida para o terrorismo. Ao lado delas fica o moderno Memorial e Museu, um espaço solene que documenta o trágico dia de 2001.

  8. Metropolitan Museum of Art

    Com mais de 5 milhões de visitantes por ano, o Met é a atração turística mais popular de Nova York, e tem razão de ser. Com 2 milhões de objetos em sua coleção, cobre a arte mundial até o século 19, passando por artefatos egípcios e pinturas europeias de diversas escolas. Entre os grandes nomes em exibição, há importantes obras de Renoir e Picasso.

  9. Museum of the Moving Image

    Com um recente upgrade de US$ 65 milhões, esse complexo superdescolado é agora um dos melhores museus de cinema, TV e vídeo do mundo. Galerias de última geração exibem a coleção de mais de 130 mil itens de TV e cinema do museu, incluindo a peruca de Robert De Niro em Taxi driver, o uniforme espacial de Robin Williams na série Mork & Mindy e a boneca assustadora de O exorcista.

  10. National Museum of the American Indian

    Afiliado ao Smithsonian Institution, esse elegante museu sobre a cultura indígena norte-americana fica na espetacular Custom House de Cass Gilbert, de 1907, um dos mais belos edifícios beaux‑arts de Nova York. Além de uma grande rotunda elíptica, galerias finas sediam exposições variadas sobre arte, cultura, vida e crenças dos nativos norte‑americanos. O acervo permanente inclui deslumbrantes peças de arte decorativa e objetos cerimoniais que registram as várias culturas indígenas da América.

  11. St Patricks’s Cathedral

    A maior catedral católica gótica do país, sede da Arquidiocese de Nova York, Fifith Ave entre 50th e 51th Sts. O arcebispo da cidade reza a missa de domingo, às 10h15 da manhã (com o coral da igreja). Vista-se de acordo e explore a beleza do ambiente majestoso. 

  12. Studio Museum in Harlem

    Há mais de quatro décadas, esse pequeno tesouro cultural exibe obras de artistas afro-americanos. Mas não se trata de mais um local de exposição – é um importante ponto de conexão com personagens culturais do Harlem de todos os tipos, que prestigiam as mostras temporárias, assistem à projeção de filmes ou participam das discussões promovidas lá.

     

  13. Tibet House

    Com o Dalai Lama como patrono, esse espaço sem fins lucrativos apresenta antigas tradições do Tibete, por meio de exposições de arte, biblioteca e diversas publicações. As mostras abrangem desde thangka, pintura e escultura tradicional tibetana, até releituras contemporâneas do budismo tibetano e da arte tântrica hindu.

  14. Universidade de Nova York

    Em 1831, Albert Gallatin, antigo Secretário do Tesouro do presidente Thomas Jefferson, fundou um centro de ensino superior aberto a todas as pessoas, independentemente de cor ou classe social. Alguns de seus feitos são encantadores, como o pátio arborizado da Faculdade de Direito, ou impressionantemente modernos como o Skirball Center do curso de Artes Cênicas, onde apresentações de dança moderna, teatro, música, leitura dramática e outras performances deslumbram a plateia em um teatro de 850 lugares.

  15. Zabar’s

    Um bastião de comida kosher gourmet, esse amplo mercado local tem sido uma atração essencial do bairro desde a década de 1930. E que bela atração: apresenta uma variedade celestial de queijos, carnes, azeitonas, caviar, peixes
    defumados, picles, frutas secas, nozes e assados, incluindo macios knishes saídos do forno (bolinhos de batata enrolados em massa no estilo europeu‑ocidental).