Nova York

Todas em Nova York

‹ Anterior

de 7

  1. 202

    Na ponta do Chelsea Marjet, essa espaçosa butique sacia muitos desejos com seus elegantes objetos de cristal e utensílios domésticos, roupas femininas e masculinas muito benfeitas e, claro, aquelas panquecas deliciosas servidas no brunch. A loja é uma invenção da designer Nicole Farhi, que possui um lugar similar em Notting Hill, em Londres.

  2. 55 Bar

    Desde a lei seca, esse espaço é ótimo para shows despretensiosos, sem cobrar couvert. Artistas de qualidade, bandas de blues e o superguitarrista de Miles Davis dos anos 1980, Mike Stern, apresentam-se todas as noites.

  3. American Folk Art Museum

    Essa minúscula instituição abriga peças antigas e alguns tesouros artísticos, entre eles obras de Henry Darger (conhecido por suas cenas de batalha cheias de meninas) e de Martín Ramírez, criador de alucinados caballeros. Há ainda uma boa variedade de esculturas de madeira, quadros, fotografias coloridas à mão e objetos decorativos. Às quartas-feiras, o local sedia apresentações de violão e às sextas há shows musicais gratuitos.

  4. American Museum of Natural History

    Fundado em 1869, este clássico museu encanta crianças e adultos apaixonados pela natureza e, claro, por dinossauros, cujas réplicas (impressionantes!) ocupam três grandes salas. Há muitas exposições interativas que encantam os pequenos. 

  5. Angelika Film Center

    Velho favorito, o Angelika se especializa em filmes de arte, estrangeiros e independentes. Geralmente está cheio – apesar das telas pequenas e do barulho do metrô. O amplo café serve comidinha gourmet. Não deixe de prestar atenção na fachada do prédio, com janelas ovais.

  6. Anthology Film Archives

    Inaugurado em 1970, o cinema é dedicado a filmes de arte. Exibe produções alternativas de novos diretores, clássicos e filmes antigos e obscuros, de Luis Buñuel à psicodelia de Ken Brown.

  7. Atividades de verão no Central Park

    Nos meses quentes, o parque abriga incontáveis eventos culturais, muitos gratuitos. Os dois mais populares são o Shakespeare in the Park (www.shakespeareinthepark.org), organizado pelo Public Theater, e o SummerStage (www.summerstage.org), uma série de concertos grátis. Os ingressos para o Shakespeare são distribuídos às 13h no dia da apresentação, mas se você quiser garantir um lugar, entre com seu grupo todo na fila às 8h e leve alguma coisa para sentar. Os ingressos são gratuitos e cada pessoa só pode retirar dois deles; atrasados não podem entrar na fila. As salas do concerto SummerStage geralmente abrem ao público uma hora e meia antes do início do show. Mas se for um espetáculo popular, chegue cedo para conseguir entrar.

  8. Barracuda

    Favorito de longa data, mantém os fãs e uma aura urbana e sofisticada. Provavelmente isso se deve a uma fórmula simples e vencedora: coquetéis acessíveis, uma sala com clima acolhedor e entretenimento certo, com shows das melhores drag queens da cidade.

  9. Battery Park City Parks Conservancy

    Oferece uma série de atividades gratuitas e pagas, de aulas de desenho e tours a pé até ioga para pais e bebês, contação de histórias e jardinagem. Confira o site para saber os eventos programados.

  10. Big Apple Hostel

    Vai a Nova York no mais puro estilo mochilão? Essa pode ser uma boa opção para você. A meio quarteirão da Times Square, o Big Apple não tem muito estilo, mas também não tem frescuras. Há quartos individuais, mas os banheiros são sempre coletivos. 

  11. Bike the Big Apple

    Sobre duas rodas é possível se deslocar por uma distância bem maior que a pé – sem falar na oportunidade de se exercitar. A Bike the Big Apple, recomendada pela NYC & Company (organização oficial de turismo da cidade e operadoras da www.nycgo.com), oferece dez roteiros. A opção mais apreciada é o Ethnic Apple Tour, trajeto de 25km que inclui uma parte do Queens, o norte do Brooklyn e Lower East Side, em Manhattan. Há opções que percorrem a Little Italy do Bronx, os parques da cidade, lojas de chocolates do Brooklyn e vários itinerários noturnos.

  12. Bowery Hotel

    Um símbolo do novo centro, combina elementos antigos com elegância atual; inclui um happening bar e um restaurante italiano.

  13. Bowlmor Lanes

    Inaugurado em 1938, o Bowlmor acomoda de festas de bar mitzvah a encontros de alunos (em geral regados a cerveja) da NYU. Nas segundas-feiras após às 21h, a promoção da casa oferece jogadas ilimitadas por US$25, incluindo aluguel de sapatos (a idade mínima é 21 anos).

  14. BRIC House

    Essa antiga organização artística do Brooklyn (responsável pelos espetáculos gratuitos montados no verão no Prospect Park, entre outros eventos) transferiu-se para esse admirável espaço de 3 mil m2 em 2013. O centro multidisciplinar acomoda exposições de arte, eventos de mídia televisiva e de internet, e outras atrações, como peças teatrais, concertos e espetáculos de dança, montados no teatro com capacidade
    para quatrocentos espectadores. Tem uma filial do café Hungry Ghost e, ao lado, uma oficina de produção de vidro, que também recebe exposições.

  15. Brooklyn Academy of Music

    Nesse complexo artístico, a Howard Gilman Opera House e o Harvey Lichtenstein Theater fazem suas apresentações de balé e apresentações de dança moderna e world-dance. Entre outros grupos, nomes de destaque como o Alvin Ailey, Mark Morris e Pina Bausch. É preciso comprar ingressos antes para prestigiar o Next Wave Festival (setembro a dezembro), que recebe grupos teatrais e companhias de dança de todo o mundo. No mesmo local funcionam a elegante BAM Howard Gilman Opera House e o BAM Rose Cinemas, que projeta estreias, filmes independentes e produções internacionais. Basta virar a esquina para chegar ao BAM Fisher Building com seu teatro intimista de 250 lugares.