Islândia

Todas em Islândia

de 2

Próxima ›
  1. Mál og Menning

    Essa livraria independente amigável, popular e com um bom repertório possui bons livros em inglês para quem quer mergulhar realmente na Islândia. Procure por Thermal Pools in Iceland, de Jón G. Snæland e Þóra Sigurbjörnsdóttir; você pode procurá-lo no animado café. Também vende CDs, jogos e jornais.

  2. Mercado de rua de Kolaportið

    Localizado em um imenso prédio industrial perto do porto, esse mercado que acontece nos fins de semana é uma instituição de Reykjavík. Não espere muito da seleção de roupas e brinquedos de segunda mão, apenas aproveite a experiência. Também possui uma seção de comida que conta com alimentos tradicionais, como rúgbrauð (pão de centeio assado “geotermicamente”), brauðterta (sanduíche de bolo, camadas de pão com recheios com base de maionese) e hákarl (tubarão fermentado).

  3. Observação de baleias

    Essa é a razão de você ter ido para Húsavík. Na última década, a área se tornou o principal destino para a observação de baleias na Islândia, com mais 11 espécies migrando para lá no verão em busca de alimentação. A melhor época para ver baleias é entre junho e agosto. Esse é, claro, o ápice da temporada turística, mas você terá quase cem por cento de chance de avistar um desses animais.

  4. Ostabúðin

    Não fica mais local do que isso. Siga para a loja de queijo gourmet e delicatessen (aberta apenas de segunda à sexta, das 11h30 às 13h30) e sente-se nos fundos para saborear a escolha do dia do simpático dono, tudo feito em grandes ou gigantescas porções e acompanhado de pão caseiro.

    Você também pode comprar outros produtos locais, como terrina e confit de pato, na saída.

  5. Reykjavik Downtown Hostel

    Extremamente limpo e bem administrado, esse hostel charmoso sem se esforçar ganha tantas resenhas positivas que atrai regularmente grandes grupos e até não-mochileiros. Aproveite o serviço amigável, cozinha para hóspedes e quartos excelentes. 

  6. Skálanes

    Você pode pensar que Seyðisfjörður é o fim da linha, mas um recuo ainda maior é possível. A famosa fazenda de Skálanes, 19km a leste de Seyðisfjörður ao longo da beira do fiorde, é uma reserva natural independente e centro de pesquisas sobre patrimônio cultural. O proprietário restaurou as dependências antigas e abandonadas da fazenda e as transformou em um Éden genuíno para botânicos, ecologistas, arqueólogos (foram encontrados vestígios da Era da Ocupação) e observadores de pássaros (mais de 45 espécies de aves).

    Seu isolamento e natureza experimental (é anunciado como um lugar de aprendizado, não uma pousada comum) serão atrativos para naturalistas; uma estadia de alguns dias é recomendada.