Dicas e artigos

Conheça as cidades-sede da Copa do Mundo 2014: Cuiabá

Pantanal: a um passo de Cuiabá

Kevin Raub

Cuiabá

Portal norte para o Pantanal, o maior pântano de água doce do planeta e um de seus ecossistemas mais frágeis, com biodiversidade única, a cidade de Cuiabá, capital do Mato Grosso, é a terra do cowboy urbano no Brasil. Trata-se da menor cidade-sede da Copa do Mundo e é dividida entre Cuiabá Antiga e Várzea Grande, separadas pelo Rio Cuiabá.

O que ver: A cidade em si não tem tantas atrações, embora o Museu Histórico de Mato Grosso dê um bom panorama da história do estado. O foco, aqui, é a vida selvagem na rodovia Transpantaneira, que começa a 104 km a sudoeste da cidade, em Poconé, e as impressionantes formações rochosas e cachoeiras do Parque Nacional da Chapada dos Guimarães, 68km a noroeste.

Onde ficar: A principal opção barata é a icônica Pousada Ecoverde, onde o simpático Joel Souza oferece todo tipo de dica local em um casarão colonial de 100 anos. O Amazon Plaza, com tema de selva, é o mais popular na faixa mediana: uma overdose de cafonice, mas os quartos são espaçosos e a piscina é um bom refúgio do calor. O mais novo hotel da cidade é o belo e moderno Gran Odara, o único de fato de luxo da cidade.

Onde comer: A Peixaria Popular é o lugar de melhor custo-benefício para provar dos peixes de rio pantaneiros, iguarias locais. O Regionalíssimo, no Museu do Rio, tem um bufê imperdível de pratos regionais como a mujica (ensopado de pintado com mandioca) e carne seca com abóbora.

Onde beber: Os barris de chope gelado certamente serão disputados durante a Copa no Choppão, uma instituição de Cuiabá. Para menos bagunça, vá para o mais sofisticado Getúlio Grill (www.getuliogrill.com.br).

Onde ver a Copa: A nova, sustentável e multiuso Arena Pantanal (ou o “Verdão”) tem capacidade para 42.968 espectadores e fica a 3 km a oeste do centro da cidade. 

Este artigo foi publicado em Abril de 2014 e foi atualizado em Novembro de 2014.