Dicas e artigos

Conheça as cidades-sede da Copa do Mundo 2014: Rio de Janeiro

Calçadão!

Kevin Raub

Você já deve estar cansado de saber, mas em junho e julho deste ano, 12 cidades brasileiras receberão jogos da 20ª Copa do Mundo da FIFA. Nesta série de matérias, sugerimos as atrações imperdíveis, os melhores lugares para comer, beber e dormir – e, claro, onde ver os jogos. Esta matéria cobre a capital carioca, o Rio de Janeiro.Não perca as nossas dicas quentes para outras cidades-sede no próprio sudeste, sul, nordeste, norte e  interior do Brasil.

Rio de Janeiro

Rio de Janeiro. Apenas o sussurro desse nome já desperta na mente aquela imagem cinemátográfica de areia, samba e sol. É a cidade mais deslumbrantemente linda do Hemisfério Sul, onde praias urbanas de primeira colidem com  montanhas forradas pela Mata Atlântica, em um cenário que parece ter saído direto do sonho de um viajante.

O que ver: As atrações sob medida para cartões postais do Rio podem facilmente capturar a sua atenção por semanas. Suas famosas montanhas Pão de Açúcar e Corcovado; a curvatura perfeita de Ipanema e Copacabana, duas das praias urbanas mais conhecidas do mundo; os casarões históricos do pitoresco bairro de Santa Teresa, com suas ruas de paralelepípedo; o exuberante Parque Nacional da Tijuca, com sua floresta tropical... Será que precisamos mesmo continuar?

Onde ficar: Haverá poucas hospedagens disponíveis durante a Copa. Portanto, reserve com antecedência! Para os econômicos, os favoritos são Oztel, CabanaCopa Hostel e LimeTime; e uma boa opção sem frescura, com quartos grandes, é o Jucati, perfeito para grupos de fãs de futebol. No topo, está o Fasano, pedida certa para gente descolada e estrelas do rock, enquanto o Copacabana Palace faz a linha clássico e elegante. Mas pode ser que você tenha de apelar para alternativas. Considere a Favela Experience (www.favelaexperience.com), com opções amigáveis e acessíveis dentro das favelas pacificadas; e a Cama e Café, a rede de pousadas tipo Bed & Breakfast da cidade.

Onde comer:O Delírio Tropical, com filiais em toda a cidade, é um dos restaurantes mais inovadores, gostosos e menos caros do país – uma memorável opção econômica. O Espírito Santa, em Santa Teresa, é há muito apreciado por suas especialidades amazonenses, preços justos e lindas vistas, enquanto o vizinho Aprazível (www.aprazivel.com.br/aprazivel.htm) é uma escolha mais luxuosa na mesma linha. Para paladares sofisticados, o Roberta Sudbrack (www.robertasudbrack.com.br) e o Oro (www.ororestaurante.com) estão entre os melhores da cidade.

Onde beber:O Caneco 70 (www.facebook.com/BarCaneco70), um antigo clássico do Leblon que homenageia a seleção do Brasil da Copa de 1970, reabriu depois de oito anos. O bar esportivo Mud Bug, com duas filiais em Copacabana, sempre lota em dia de partidas importantes. Mais um chope, por favor!

Onde ver a Copa: O Santo Graal do futebol em um país em que esse esporte tem papel de divindade (ou talvez mais que isso) é o recentemente reformado Estádio do Maracanã. Agora, tem capacidade para 73.531 espectadores e é convenientemente acessível pelo metrô. Construído para a Copa do Mundo de 1950, quando o Brasil perdeu o campeonato em casa de forma dramática para o Uruguai, o Maracanã desta vez evocará apenas uma emoção: redenção. 

Este artigo foi publicado em Abril de 2014 e foi atualizado em Novembro de 2014.