Dicas e artigos

Devo cancelar minha viagem por causa da pandemia da Covid-19?

John Garry

A pandemia global da Covid-19 deixou todos ao redor do mundo se perguntando se devem cancelar ou adiar suas viagens. Caso você seja uma das muitas pessoas ansiosas porque a data da viagem está próxima, lembre-se de que sua decisão de viajar ou não deve sempre priorizar a segurança e que você precisa se manter atualizado sobre os últimos acontecimentos acerca da Covid-19.

Seguem informações que os viajantes precisam saber frente à atual pandemia.

 

A Covid-19 está se espalhando rapidamente, mas você deveria considerar cancelar sua viagem? © ROMEO GACAD / Getty

O que é a Covid-19? 

A Covid-19 é uma doença respiratória cujo contágio se dá entre pessoas. Cerca de 80% de quem a contrai se recupera sem precisar se submeter a um tratamento especial. O vírus, que apareceu pela primeira vez em Wuhan, na China, desde então se espalhou para 113 países. Dos cerca de 137 mil casos reportados, mais de 80 mil provêm da China. Os idosos e as pessoas com doenças preexistentes – incluindo hipertensão, diabetes e doenças cardíacas – têm mais chances de desenvolver um quadro severo da Covid-19.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), no dia 10 de março, havia mais de 5 mil mortes relacionadas a esse novo coronavírus, e a Universidade John Hopkins reportou mais de 69 mil casos de pacientes recuperados por todo o mundo. Na terça-feira, dia 3 de março, o Dr. Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor geral da OMS, disse que a taxa de mortalidade da doença é de 3,4%. Embora essa taxa seja significativamente menor que as de duas epidemias recentes causadas também por coronavírus – a SARS (2003), com mortalidade de 10%, e a MERS (2012), com 35% –, a taxa de transmissão da Covid-19 é mais elevada, o que significa dizer que mais pessoas devem adoecer em decorrência dela. Essa taxa de fatalidade anunciada não leva em consideração os casos mais brandos que não buscam atendimento médico, por isso as autoridades acreditam que ela ficará entre 1% e 2%.

 

Para quais lugares devo evitar viajar?

A Covid-19 se espalhou por seis continentes. As pessoas com maior risco de exposição ao vírus são as residentes na China ou as que viajaram recentemente para lá. Profissionais de saúde e quem tem contato próximo aos doentes correm maior risco de infecção. Pessoas que voltaram de áreas epidêmicas há mais de 14 dias e não apresentam sintomas não estão infectadas nem podem disseminar o vírus.

Para evitar o contágio, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) recomenda o cancelamento de toda viagem não essencial para a China – o epicentro da pandemia –, assim como para a Coreia do Sul, o Irã e a Itália. Na segunda-feira, dia 9 de março, a Itália anunciou restrições a viagens por todo país. Viajantes estrangeiros que estão atualmente na Itália podem deixar o país, mas os voos estão sendo cancelados por toda nação. Israel anunciou uma política de autoquarentena para visitantes estrangeiros.

Na quarta-feira, 11 de março, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou restrições de viagens para grande parte da Europa. 

 

Quem deve evitar viajar?

Pessoas idosas ou com sistemas imunológicos comprometidos devem reconsiderar viajar neste momento. Segundo estudo realizado com 72 mil pacientes da Covid-19 na China, idosos e pessoas com doenças crônicas são mais suscetíveis a desenvolver um quadro severo da enfermidade. O CDC afirma que os indivíduos hipertensos, com doenças cardíacas ou diabetes têm maior risco de ter a versão mais severa da Covid-19. Embora o CDC não possua dados sobre a suscetibilidade das grávidas a complicações causadas pela Covid-19, é sabido que elas fizeram parte dos grupos de riscos nas duas últimas epidemias de coronavírus.

 

Onde posso encontrar informações atualizadas a respeito da Covid-19? 

Independentemente da localização, é sempre sensato que viajantes consultem os sites dos governos de seus destinos para obter informações sobre a situação da região e também cancelamentos no geral. O CDC atualiza regularmente seu site com informativos de viagens relacionados à saúde; o New York Times tem um mapa interativo que mostra o avanço global da pandemia. A OMS oferece informações preciosas, com atualizações regulares sobre os casos de Covid-19 ao redor do mundo, além de responder às dúvidas de quem estiver preocupado em relação a viagens durante a pandemia.

 

Viajantes que chegam ao Aeroporto Internacional de Cracóvia são submetidos a exames  © Omar Marques / Getty

Devo cancelar meus planos de viagem?

Não é o melhor momento para viajar. Para quem já tem viagens planejadas para as áreas afetadas, consulte as políticas de cancelamento de reservas. Se houver a possibilidade de cancelamento sem cobrança de taxas, anote essa informação no seu calendário e reavalie a situação em momento oportuno.

Muitas companhias aéreas em todo o mundo estão suspendendo voos para China e Itália; as companhias norte-americanas United, Delta e American Airlines suspenderam as viagens para essas regiões até o fim de abril. Confira as políticas da companhia aérea que emitiu as suas passagens em relação a cancelamento e remarcação de voos. As empresas American Airlines, JetBlue e Alaska Airlines anunciaram a isenção de taxas de cancelamento para novas reservas para quem teve de mudar seus planos devido à pandemia.

O governo norte-americano orienta aos seus cidadãos que não façam cruzeiros no momento - principalmente as pessoas portadoras de doenças crônicas.

Caso a sua viagem seja indispensável, o CDC recomenda tomar as precauções necessárias, incluindo evitar o contato com pessoas doentes, evitar tocar o rosto e lavar as mãos com frequência.

Este artigo foi publicado em Março de 2020 e foi atualizado em Março de 2020.