Dicas e artigos

Seis clássicos filmes de Natal para assistir nas suas viagens de férias

Ed Power

As luzes de Natal brilham, as canções sazonais tocam, o Papai Noel faz a contagem regressiva para sua noite mais movimentada do ano. Porém, para muitos, o caminho até 25 de dezembro também envolve sua parcela de viagens. E, é claro, nada faz essas milhas e quilômetros serem percorridas mais rapidamente do que um bom filme. Então, enquanto você se prepara para essa jornada tão importante por terra, mar ou pelo céu, aqui estão alguns clássicos de Natal para baixar e se aconchegar - e para lembrá-lo por que você está fazendo todo o esforço em primeiro lugar.

 

Kevin McCallister fica sozinho em um hotel de Nova York no Natal, na sequência de Esqueceram de Mim © Alamy

Esqueceram de Mim 2: Perdido em Nova York

Viajar no Natal pode ser muito difícil. Mas pelo menos você estará se saindo melhor do que a família McCallister, cuja pausa de Natal para Miami começa infeliz quando Kevin (Macaulay Culkin), de 10 anos, voa para Nova York por engano e se hospeda no icônico Plaza Hotel perto do Central Park (todos nós já fizemos isso). Menos xarope do que muitos filmes sazonais, Esqueceram de Mim 2 apresenta Culkin sendo mais inteligente do que os assaltantes Joe Pesci e Daniel Stern. Não tem como um pastelão de Natal ser mais viciante.

 

Simplesmente Amor foi gradualmente entrando no cânone dos filmes de Natal © Alamy

Simplesmente Amor

As comédias românticas de Richard Curtis podem ser mais pegajosas do que um balde de slime. Mas ninguém pode discutir com o impacto emocional de cenas como Liam Neeson como Daniel e o enteado Sam (Thomas Sangster) correndo pelo aeroporto de Heathrow para se encontrar com o potencial crush de Sam, Joanna (Olivia Olson). Excessivamente sentimental - mas o Natal não é assim? A visão de Curtis é que os aeroportos podem ser uma fonte de emoções. Sim, eles geralmente estão lotados de anônimos. Mas são os locais onde as pessoas que se amam se encontram e se despedem e, portanto, onde nossos sentimentos costumam ficar mais intensos.

 

John McClane tem um Natal bastante difícil no Nakatomi Plaza © Alamy

Duro de Matar

É um filme de Natal? Ou um filme de ação que acontece no Natal? Quem se importa - esse debate foi direto ao assunto. Em vez disso, vamos dar um grande 'Yippee Ki Yay' a essa história de um trabalhador comum (Bruce Willis) que só quer passar o Natal com sua família, mas é atrapalhado por um grupo de terroristas internacionais liderados por Alan Rickman. No fim das contas, é uma véspera de Natal avassaladora para John McClane, de Willis, que é apresentado a nós em um voo de Nova York para Los Angeles, em que ele espera se reconciliar com sua esposa. De lá, é uma rápida viagem de limusine para uma festa de Natal no Nakatomi Plaza, na realidade o Fox Plaza em Century City, no West Side de Los Angeles. Depois de uma jornada como essa, ele poderia ser perdoado por ansiar por um descanso. Em vez disso, ele tem que andar com um colete cada vez mais suado, matando os bandidos. Não importa o quão agendado seja seu dia 24 de dezembro, considere que John McClane passou por um inconveniente muito maior.

 

Tom Hanks empresta sua voz ao papel do condutor no Expresso Polar © Alamy

O Expresso Polar

Choo ... Choo! A animação de Robert Zemeckis de 2004 inclui alguns floreios irritantes (todos os personagens têm os mesmos olhos vidrados e sem alma, por exemplo). Mas a emoção da viagem de trem é poderosamente transmitida neste conto de um menino (Daryl Sabara) pegando carona em um expresso para visitar o Papai Noel. Coloque Tom Hanks como o gentil condutor e você terá um presente de Natal.

 

Muitas pessoas não sabem que a música White Christmas vem do filme clássico Duas Semanas de Prazer © Alamy

Duas Semanas de Prazer

Irving Berlin escreveu White Christmas especialmente para este filme de 1942 da dupla Bing Crosby-Fred Astaire. Um dos temas não oficiais do filme é que as viagens podem expandir os horizontes, pois o personagem de Crosby sai de Nova York para fundar um hotel rural onde literalmente é Natal - ou algum outro feriado - todos os dias do ano.

 

Will Ferrell interpreta Buddy, um humano criado como um elfo © Alamy

Um Duende em Nova York

Muitas pessoas viajam para uma cidade grande nessa época do ano. Mas nenhum de nós terá uma jornada como Buddy, o elfo, de Will Ferrell, que vai a Nova York em busca de seu destino. É emocionante e também acontece em grande parte em uma enorme loja de departamento - exatamente o mesmo tipo de lugar que muitos estarão frequentando enquanto o dia 25 de dezembro se aproxima.

Este artigo foi publicado em Dezembro de 2019 e foi atualizado em Dezembro de 2019.