Dicas e artigos

Os dez food trucks mais legais do mundo

Lonely Planet

Na última década, a cena culinária de cidades do mundo todo foi transformada por um novo tipo de comida de rua: os food trucks gourmet.

Encontrados em cidades de Londres a La Paz, esses pratos são servidos a preços atrativos. Sem a necessidade de fazer reservas ou de seguir um dress code, os food trucks atendem os gastrônomos mais interessados no sabor do que nas formalidades dos restaurantes. Divertidos, locais e acessíveis, esses lugares também são uma maneira fácil para os moradores da região experimentarem delícias do outro lado do mundo e para os visitantes se envolverem na cena gastronômica da cidade.

 

Céu limpo (e comida gostosa) adiante © Misunderstood Heron

Misunderstood Heron, Killary, Irlanda

Comandado pelo casal Kim e Reinaldo, o Misunderstood Heron fica no pitoresco litoral de Killary Fjord, em Connemara, na famosa Wild Atlantic Way da Irlanda. Originalmente do Chile, Reinaldo viajou para a Irlanda a fim de trabalhar como instrutor de canoagem, onde conheceu Kim. Os dois se apaixonaram e não demorou muito para que saíssem viajando juntos, explorando a Índia em uma motocicleta, além do Nepal, Sri Lanka e Chile.

Ao voltar para a Irlanda, adquiriram um food truck a um valor acessível que lhes deu a chance de criar novos pratos, além de preparar os clássicos favoritos do Chile e da Irlanda. Usando os melhores ingredientes locais, seus pratos incluem mexilhões direto do fiorde, falafel com salsinha e coentro e empanadas recheadas. As viagens do casal à Índia inspiraram a elaboração de um dos pratos mais populares, as chamuças apimentadas de cordeiro, que usa cordeiro de Killary, vindo de uma fazenda próxima.

 

Clichê, mas verdadeiro: a Heisser Hobel mantém as coisas simples com um menu de apenas um prato © Nina Straßgütl

Heisser Hobel, Berlim, Alemanha

Kässpätzle é um prato da região da Suábia, no sul da Alemanha, que se espalhou por diversos lugares graças à sua simplicidade. Com frequência comparado ao mac ‘n’ cheese, consiste em macarrão fresco com queijo e cebolas crocantes. Embora esse food truck venda apenas um prato, quem está por trás do Heisser Hobel ficou famoso em Berlim devido à mistura exclusiva de queijos desenvolvida em uma leiteria pequena, usando leite local para criar um Allgäuer Bergkäse envelhecido por nove meses e um Emmental envelhecido por quatro meses.

Os empreendedores Florian, Myriam e Oliver são os pioneiros do movimento de food trucks na Alemanha, eles converteram um antigo trailer alemão da era soviética (conhecido como “Nagetusch”) em uma cozinha sobre rodas em abril de 2013. Apesar de enfrentarem temperaturas de 50°C durante o verão, os chefs dizem que amam a liberdade que vem com uma cozinha móvel e o sentimento de comunidade que há na cena de food trucks

 

A feliz equipe do Tapí Tapioca © Andre Hawk

Tapí Tapioca, Rio de Janeiro, Brasil

A cena brasileira de food trucks explodiu em 2014, após a aprovação de uma lei que lhes permitiu operar nas grandes cidades. Embora a maior parte dos food trucks do Rio sirva fast-food convencional com raízes norte-americanas ou europeias, Marianna Ferolla decidiu que o seu, o Tapí Tapioca, ofereceria algo 100% brasileiro. Tapioca é a farinha extraída da raiz de mandioca, um vegetal de origem brasileira, e que há muito tempo é um clássico culinário. Tapioca também é o nome dessas panquecas recheadas que Marianna acredita que um dia conquistarão o mundo.

A textura grudenta da tapioca funciona brilhantemente com queijo derretido, o que explica a popularidade da Tapí Parrí, uma combinação de brie cremoso, amêndoas crocantes e aromático mel de trufas. Em 2016, a equipe da Tapí inaugurou sua primeira loja, e, desde então, muitas outras filiais foram abertas. “Eventualmente, gostaríamos de expandir a Tapí internacionalmente”, sorri Marianna, “mas damos um passo de cada vez”.

 

A equipe do Duck Truck decidiu se divertir ao se aventurar em preparar comida de rua © David Giral

The Duck Truck, Montréal, Quebec

Há apenas pato no menu desse food truck de Montréal, que serve canard de diversas formas, desde Quack ‘n’ cheese (macarrão com queijo coberto com confit de pato) ao Empanaduck (empanadas de pato) até o risoto feito com cevada, cogumelos, ervas e mais confit de pato. The Duck Truck é criação de Isabelle Pelletier e Thierry Baron, que também comanda o restaurante Vertige, em Montréal.

“Percebemos que o pato era uma carne versátil, ótima para preparar muitos pratos diferentes, em vez de permanecer preso a apenas um conceito. Nenhum outro food truck de Montréal servia pato e, como não é uma carne barata,” Pelletier acrescenta, “Tínhamos certeza de que ninguém mais faria isso”. Pelletier também afirma que eles se inspiraram no Wilensky’s Light Lunch, conhecido por seus sanduíches prensados. Depois de imaginarem um sanduíche igualmente icônico feito de pato, inventaram o próprio, “Le Vilain”, recheado com pato assado, cebolas e queijo cheddar.

 

Experimente hambúrgueres com um toque africano no Mama Rocks Gourmet Burger © Mama Rocks Gourmet Burger

Mama Rocks Gourmet Burger, Nairobi, Quênia

O Mama Rocks é, sem dúvida, o food truck mais amado de Nairobi. Aberto por duas irmãs quenianas, Samantha e Natalie, ele deu um toque autêntico e africano ao hambúrguer gourmet. Serem pioneiras da cena de food trucks não foi fácil, pois Nairobi ainda não havia regulado esse setor inovador, mas hoje os caminhões rodam o agitado Alchemist Bar e os festivais de música que atraem um público jovem e urbano.

O tamanho do caminhão é modesto, mas os sabores dos pratos oferecidos são frescos e ousados. Cada hambúrguer representa uma parte diferente da África – o principal da casa é o Paw Paw Pow Burger, cujo nome é uma homenagem à primeira viagem das irmãs à Nigéria e a primeira vez em que provaram essa fruta doce e suculenta. O queniano Mango Masai Mama Burger – com maionese apimentada de manga, queijo cheddar e pimenta assada – é outro muito pedido. As irmãs esperam que esse menu eclético inspire as pessoas a aprenderem mais sobre a cozinha africana.

 

Saboreie um chana masala para viagem em San Francisco © Curry Up Now

Curry Up Now, San Francisco, EUA

Em 2009, quando a revolução dos food trucks começava, Akash Kapoor e seus sócios lançaram o Curry Up Now, em São Francisco. A missão era servir comida indiana autêntica com sabores tradicionais do norte da Índia, mas de maneira acessível e um pouco atípica. Essa foi a origem do sucesso deles, o Tikka Masala Burrito – com uma abordagem própria para um food truck, do tipo fácil de comer enquanto se caminha, algo bem comum na comida de rua indiana, mas diferente e misterioso em San Francisco.

Desde então, suas chamuças descontruídas, Naughty Naan, Sexy Fries e outros pratos particulares compõem um menu de clássicos, incluindo Chana Masala, uma das opções favoritas feita com curry e grão de bico. Só não chame nada disso de cozinha fusion ou moderna, porque o coração dos donos desse food truck é leal aos sabores antigos com ingredientes, em sua maioria, orgânicos, locais e conscientes ambientalmente. Hoje o Curry Up Now chega aos fãs por meio do food truck, de seis restaurantes da Bay Area e dois bares Mortar & Pestle, que servem drinques inspirados na Índia.

 

Coma bem e faça o bem em Beirute © Vivien Killilea Best

Soufra, Beirute, Líbano

As chefs por trás do Soufra passaram por poucas e boas. Mulheres do campo de refugiados palestinos Burj el-Barajneh em Beirute, enfrentaram pobreza extrema e restrições legais à educação e às perspectivas de trabalho desde o início do campo em 1948. Fundado por Mariam Chaar, o Soufra tem uma barraca semanal no mercado de agricultores, onde o food truck vende seus pratos clássicos, incluindo uma versão transcendente do prato nacional palestino msakhan.

Em 2013, Chaar começou o Soufra, que significa “mesa farta”, a fim de criar oportunidades de emprego em sua comunidade. Desde então, mais de 40 mulheres se beneficiaram do programa, e, em 2017, Susan Sarandon produziu um documentário sobre a luta de Chaar para comprar e equipar o caminhão. Alimentada por delícias palestinas, a energia dessas mulheres parece infinita.

 

Boa comida e praia – há combinação melhor? © Kouri Shrimp

Kouri Shrimp, Ilha de Kouri, Japão

Deslumbrados com a vista para o mar da Ilha de Kouri, Yumiko Omine e Mimi Kojima se mudaram para cá de Tóquio, em 2014, a fim de abrirem o Kouri Shrimp.  “Foi amor à primeira vista”, Mimi diz. Observando a semelhança do clima da região com o da Ilha de Oahu, decidiram por camarão de inspiração havaiana servido com arroz e acompanhamento de vegetais de Okinawa como sua especialidade. “Achamos que o prato poderia ser familiar, mas novo,” acrescenta Mimi. O caminhão rosa e verde fica em um estacionamento próximo de onde a praia encontra a ponte Kouri, cujos 2km de extensão levam à ilha principal.

O menu do Kouri Shrimp inclui quatro tipos de camarão com alho, batatas fritas em fatias finas e um acompanhamento de bife de Onaha, mas o prato original de camarão com alho segue sendo o rei do caminhão. Combinando os suculentos e saborosos crustáceos com um Hawaiian Sun ou uma cerveja gelada, os visitantes podem apreciar a refeição com águas cristalinas aos seus pés. 

 

O food truck Toasta revolucionou a humilde torrada com queijo © Toasta

Toasta, Melbourne, Austrália

Quando Rebecca Feingold viu, pela primeira vez, o caminhão que se tornaria o Toasta, ele estava coberto da poeira vermelha do norte. O veículo foi limpo, reformado e lançado, em 2014, como o único food truck de sanduíches tostados de Melbourne. Enquanto se escolhe entre o Mack Daddy, com porco desfiado e mac ‘n’ cheese, e o Shane, com schnitzel de frango, é difícil acreditar que Rebecca estudou nutrição. Para a proprietária – cujo pai, todo domingo de manhã, usava a sanduicheira e preparava milk-shakes –, o importante é unir as pessoas: “Sempre amei cozinhar para os outros e compartilhar refeições”, diz ela.

O Toasta marca sua presença em festivais, mercados e eventos e, em 2016, abriu uma loja permanente em West Melbourne. Desfrute de um bisque de tomate no inverno ou batatas fritas depois de uma grande noite, saboreando a nostalgia desse food truck.

 

Acrescente esse histórico caminhão à sua lista de onde comer em Nova York © Uncle Gussy

Uncle Gussy's, Nova Iorque, EUA

Os irmãos Nicko e Franky Karagiorgos já nasceram envolvidos no negócio de comida de rua. Desde que se lembram, seus tios empurravam carrinhos, vendendo cachorros-quentes, salsichas e souvlakis perto de onde cresceram, no bairro Astoria, no distrito de Queens, e os meninos amavam ajudá-los. Então, após experimentarem a vida corporativa, os irmãos, em 2009, agarraram a oportunidade de assumirem o ponto do seu tio Gus na Park Avenue.

Primeiro, eles usaram um carro grande e, então, passaram para um food truck. Hoje, os irmãos possuem dois food trucks, um restaurante e aceitam pedidos pela internet. Ainda assim, não sacrificaram a qualidade e a atenção aos detalhes – carnes e vegetais frescos, preparados à mão – que mantém as filas longas e os clientes mortos de fome. Para Nicko e Franky, são as pequenas coisas que contam, incluindo o compromisso deles com o trabalho social de apoio às crianças e causas médicas. O prato favorito de Nicko é um clássico grego: souvlaki de porco.

Este artigo foi publicado em Dezembro de 2019 e foi atualizado em Dezembro de 2019.