Dicas e artigos

O melhor da Ásia 2017

O melhor da Asia 2017

Os destinos asiáticos que você tem que conhecer ainda este ano

Sonhando com uma paisagem asiática? Nossos especialistas reviraram o continente, explorando terras antigas, cidades em evolução e sublimes ilhas asiáticas para compilar uma lista com os mais incríveis destinos para visitar nos próximos 12 meses.

1. Gansu, China

Explore a paisagem colorida do Zhangye Danxia National Geopark © MelindaChan / Getty Images​

Gansu é uma terra das montanhas cobertas de neve, lindos céus e grandes histórias da exploração da seda, com terrenos surreais que vão desde os picos áridos de Xiahe até o lindo deserto com as cores do arco-íris do Danxia National Geopark. Além deste verdadeiro show visual, a culinária local – principalmente os noodles ao estilo de Lanzhou – ganhou um séquito cult de seguidores gourmet.

A província é muito bem conectada, graças aos serviços ferroviários de alta velocidade e rodovias reformadas. Um novo metrô, que será inaugurado este ano, facilitará o tráfego na capital Lanzhou. Mas atrações como o Buda gigante do Mosteiro de Bingling ainda tem um clima de outro mundo. Apesar de alguns postos turísticos, como as Grutas de Mogao, terem sido revitalizados em 2015, a região continua subestimada e relativamente livre de multidões.

2. Sul de Tóquio, Japão

Um show de luzes © SeanPavonePhoto / Getty Images

Duas cidades ao sul de Tóquio valem a visita em qualquer viagem ao Japão: Yokohama, a segunda maior metrópole do país, fica a 20 minutos da capital, se você for de trem. Com uma ótima localização, arquitetura eclética, cervejarias charmosas e culinária saborosa, Yokohama vive à sombra da vizinha Tóquio. Porém, de 4 de agosto a 5 de novembro de 2017, a Yokohoma Triennale (yokohamatriennale.jp), uma exposição internacional de arte contemporânea, adicionará um lado artístico à sua mistura cultural.

Outra opção é passear por templos e santuários veneráveis ​​nas colinas verdejantes da região de Kamakura, primeira capital feudal do Japão. A menos de uma hora de Tóquio, a cidade litorânea é conhecida por suas praias de surfe, uma tentadora seleção de cafés e restaurantes descontraídos e uma icônica estátua gigante de Buda.

3. Kerala do Norte, Índia

Tenha as praias só para você no Kerala do Norte © Neil Mcallister / Getty Images

Viajantes fazem um desvio para as praias do sul de Kerala há anos, mas o norte é subestimado há muito tempo, escondendo seus charmes e, agora, emergindo como uma borboleta de seu casulo.

O ano de 2017 marca o 70º ano de independência da Índia e a abertura de um novo aeroporto internacional em Kannur - o maior de Kerala -, que proporcionará fácil acesso ao norte. As praias nos arredores de Kannur, Thottada e Bekal são impecáveis e belíssimas. Resorts e hotéis já estão à espera de viajantes de todos os orçamentos.

Nas colinas do leste, você encontrará Wayanad, um dos santuários da vida selvagem mais subestimados de Kerala - e um paraíso para os elefantes selvagens.

4. Keong Saik, Cingapura

Potato Head Singapore​ © Potato Head Family​

Keong Saik , que já foi um cenário violento do crime, se reinventou e hoje é um dos lugares mais descolados da “Nova Cingapura”. Por trás dos belos edifícios coloniais e art-déco, você descobrirá o melhor da comida cingapurense, com criativas opções fusion, como as do Meta. Os restaurantes contam com vistas fabulosas no rooftop, e bares luxuosos, como o Potato Head Singapore, atraem multidões. Você pode se hospedar em um luxuoso hotel-butique, como o Naumi Liora.

Nas proximidades, Neil Road e Tek Lim Road também pegaram carona na onda “cool” e desenvolveram sua própria personalidade única, fazendo desse pequeno bolsão de Cingapura um delicioso destino imperdível para qualquer um que visite a região.

5. Astana, Cazaquistão

Astana oferece uma visão aérea como nenhuma outra cidade © evgenykz / Shutterstock​

Quando você voa sobre as paisagens aparentemente infinitas e inabitadas do Cazaquistão, uma vibrante cidade surge no meio da vastidão. Uma verdadeira miragem de vido e aço, com pirâmides de vitrais, arranha-céus dourados e a maior marquise do mundo, Astana é a cidade do petróleo e faz parte da visão futurista do presidente Nazarbayev.

Da metade de junho a metade de setembro de 2017, Astana será a anfitriã da Exposição Mundial de energia sustentável. E a partir de 2017, cidadãos de 45 países (incluindo os da UE, EUA, Canadá e Austrália) poderão visitar o Cazaquistão sem visto por até 30 dias. Além disso, a introdução do LTR (trânsito de trilho leve) e melhorias na rede de ônibus existente facilitam a visita a esta cidade moderna e cosmopolita.

6. Takayama, Japão

Desde o século 17, Takayama não mudou muito. Todas as manhãs, os deshi (discípulos) da "cidade do templo" varrem as ruas, tiram as pedras e abrem os shoji (portas de correr), deixando entrar a luz solar nos templos. Artesãos e mercearias cumprimentam os compradores nos asa-ichi (mercados da manhã), e as crianças atravessam pontes antigas sobre o Miya-gawa para chegar à escola.

O Takayama Matsuri - um dos maiores festivais do Japão, realizado na primavera e no outono - é tão colorido e cativante quanto as próprias estações.

Mas Takayama está mudando: sua charmosa estação precária foi substituída por uma brilhante caixa cinza. Antigos becos ecoam vozes de terras distantes. Eternamente gracioso, um dono de hotel estuda um guia de conversação em espanhol. Mais um peregrino do anime tira uma selfie em frente a uma barraca de comida de rua.

A hora de apreciar Takayama é agora.

7. Xi’an, China

Pedale pelas muralhas da cidade e diga "Olá" para o exército de guerreiros de terracota de Xian​ © Nikada / Getty Images​

Aonde mais na China você pode andar de bicicleta pelos muros da dinastia Ming da cidade – em um circuito completo?

Uma vez a maior cidade da dinastia Tang, além do ponto oriental inicial da Rota da Seda, a herança cultural diversa de Xian é suprema: há o vibrante Muslim Quarter (bairro muçulmano), os picos mitológicos de Hua Shan, túmulos imperiais pontilhando as planícies dos arredores, e a melhor coleção de pagodas da dinastia Tang. E então há a grande atração: o Exército de terracota, que celebra 30 anos como um Patrimônio Mundial da Humanidade da Unesco em 2017.

Xian é vasta, mas um ritmo relax reina, e recentes inaugurações incrementaram um mercado de hospedagens já incrível. Acrescente a isso uma leva de novos bares e cafés, além da política de imigração que permite a visita por 72 horas sem visto, e você perceberá que nunca houve melhor momento para fazer uma visita.

8. Hill Country, Sri Lanka

© alex_aladdin / Shutterstock

Pegue um trem para Hill Country, no Sri Lanka, para fugir da costa mais úmida do país rumo a uma opção de clima mais ameno. Kandy é uma introdução ideal para a região: a localização próxima aos lagos, os locais sagrados budistas e os jardins botânicos fazem da cidade uma delícia para explorar. As colinas verdes mais distantes são repletas de plantações de chá – visite o Museu do Chá de Ceilão para conhecer as exportações mais famosas do país.

Outros destaques incluem a cidade alta de Nuwara Eliya, antigamente um centro do Império Britânico, onde você pode reviver a época colonial em seus hotéis majestosos e salas de chá nostálgicas. Além disso, a pequena cidade de Ella está se expandindo rapidamente e sobressaindo como um centro de caminhada. Faça excelentes caminhadas nas colinas locais e pela minúscula rua alta com vários cafés e restaurantes independentes.

9. Melaka, Malásia

© Frans Sellies / Getty Images​

Ter sido nomeada Patrimônio Mundial da Unesco em 2008 colocou Melaka no mapa turístico do Sudeste Asiático. Desde então, dezenas de edifícios patrimoniais receberam reformas, se transformando em restaurantes, galerias e hotéis.

Recentemente, o foco mudou para o rio Melaka. Os passeios de barco ao longo desse rio sinuoso são populares e, em breve, os táxis aquáticos vão conectar a rodoviária Melaka Sentral ao centro da cidade. Confira a orla da galeria Zheng He Duo Yun Zuan, dividida entre dois armazéns reformados, ou saia em busca de lembrancinhas no mercado de pulgas Trash & Treasure, que acontece à beira do rio todo fim de semana. Em seguida, dirija-se à Shore Shopping Gallery, um novo shopping de luxo, onde a Sky Tower, no último andar, oferece vistas panorâmicas sobre essa fascinante metrópole.

10. Raja Ampat, Indonésia

Os mergulhadores são atraídos para as águas ricas em corais deste arquipélago indonésio​ © Jones/Shimlock-Secret Sea Visions / Getty Images​

Raja significa “rei” e este título grandioso é facilmente justificado: aqueles que conhecem descrevem essa área de exóticas ilhas indonésias como um dos arquipélagos mais divinos da Ásia. Cheio de praias de areia branca, selva exuberante e ilhotas incomuns em forma de cogumelo, o Raja Ampat é rico em biodiversidade.

Quando um navio recentemente encalhou na região, danificando uma faixa de recife, causou indignação. Mas a destruição foi localizada e a região ainda abriga alguns dos mais ricos e mais diversos recifes de coral do planeta – mais de 200 pontos de mergulho ainda estão preservados – e isso, combinado com uma crescente oferta de ecoturismo, significa que Raja Ampat, sem dúvida, permanecerá com o rei das ilhas.

Este artigo foi publicado em Julho de 2017 e foi atualizado em Julho de 2017.