Dicas e artigos

Os 10 lugares mais fotogênicos de Hong Kong

Chi Lin Nunnery

Hong Kong é uma cidade de luz contrastante e movimento contínuo; uma tempestade de emoções que combina arranha-céus enormes e trechos dourados de areia com tigelas fumegantes de macarrão wonton e tráfego ininterrupto. Em outras palavras: é o paraíso do Instagram.

Essa metrópole dinâmica é um verdadeiro paraíso da fotografia, mesmo para quem prefere captar imagens pequenas e prontamente compartilháveis. A inspiração pode aparecer em qualquer lugar, mas, aqui embaixo, temos os 10 melhores lugares para tirar as fotos mais icônicas de Hong Kong.

1. Um esconderijo em um jardim de Hong Kong

Poucas fotos conseguem captar a essência de Hong Kong melhor do que aquelas feitas no Convento Chi Lin, em Kowloon. Oportunidades instagramáveis se desenrolam diante das suas lentes, conforme clássicos jardins chineses dão lugar a um glorioso pagode dourado e a uma lagoa com flores de lótus, cheia de belas carpas koi. Esse sereno complexo budista parece ainda mais tranquilo nas fotos se tiver ao fundo os contrastantes arranha-céus que se erguem acima dele, criando uma mistura perfeita do moderno com o natural.

2. Comida tão fofa que dá dó de comer

Yum Cha © Emily Petsko / Lonely Planet​

Incorporado à cultura de Hong Kong como as danças de dragões e o chá de bolhas, o Instagram transborda de fotos de cestas com dim sum no vapor; por isso, siga até o Yum Cha para registrar algo mais contemporâneo. Esse restaurante de dim sum faz as coisas de um jeito um pouco diferente: os pãezinhos de carne de porco têm forma de porco, e os enroladinhos de salsicha são modelados como cachorros. Até os biscoitos de abacaxi são feitos para parecerem aves e servidos em uma gaiola de metal.

3. A icônica casa do arco-íris

Choi Hung Estate © Kenneth lp / Shutterstock​

Aglomerados de altos prédios se esticam em direção ao céu pela maior parte de Hong Kong; por isso, fotos do horizonte e closes de entortar o pescoço são ótimos materiais para o Instagram. No entanto, o vibrante Condomínio Choi Hung (pegue a saída C4 da estação Kwun Tong do metrô) é para onde os instagrammers devem ir primeiro. Com um arco-íris de painéis pintados enfeitando as laterais das torres, palmeiras contornando a entrada e moradores jogando na quadra de basquete pública, o Condomínio Choi Hung poderia se passar pela Califórnia dos anos 1970... E sempre existe um filtro de 1977 para dar esse efeito.

4. Pegue um peixe

Tung Choi Street’s Goldfish Market © Stripped Pixel / Shutterstock​

Mong Kok é lar de diversos mercados que vendem de tudo, desde capas de celular até lingerie, mas ávidos fotógrafos devem virar o zoom para o Mercado de Peixinhos Dourados da Tung Choi Street, onde dúzias de peixes são separadas em sacos plásticos e exibidas para os possíveis donos examinarem. É considerado boa sorte levar um peixe para casa na China e, embora o humilde peixinho-dourado não apareça ali, você vai fotografar uma grande variedade de espécies coloridas e exóticas.

5. O clique do coquetel

Wooloomooloo rooftop bar no Wan Chai © Benny Marty / Shutterstock​

O que todos querem de uma foto tirada do alto é uma vista do horizonte sem obstruções, mas nem todos os bares de cobertura de Hong Kong foram criados da mesma forma. Embora a maioria dos turistas siga em multidão até o Distrito Central ou Tsim Sha Tsui para provar uma bebida nas alturas, Wooloomooloo em Wan Chai oferece uma perspectiva completamente diferente da cidade. A vista do terraço é o lugar perfeito para clicar o porto Victoria Harbour e causar inveja no Instagram... com um coquetel de frutas na mão.

6. A melhor foto

Star Ferry © Ronnie Chua / Shutterstock​

Para ter uma perspectiva diferente dos arranha-céus da cidade, faça um passeio na Star Ferry. Se você for rápido o bastante para conseguir um assento na janela, o barco vai oferecer uma paisagem incomparável de Victoria Harbour e uma vista dos gigantes arquitetônicos que dominam o horizonte infinito de Hong Kong. É uma visão que vai fazer com que você se sinta pequeno, mas que vai manter seu Instagram no topo.

7. Aquela foto “estou no topo do mundo”

Lion Rock em Kowloon © wattana / Shutterstock​

Para ter uma vista extensa do que Hong Kong tem a oferecer, suba pela caminhada moderada de 2,8km de Wong Tai Sin até o Lion Rock em Kowloon. Embora não seja tão popular ou fácil quanto a caminhada até Dragon’s Back, aqueles que subirem serão recompensados com vistas marcantes, que varrem amontoados densos de arranha-céus, a névoa de Victoria Harbour e chegam até a silhueta dos morros ao longe. A montanha de 495m de altura recebeu o nome por conta da rocha com forma de felino no topo, que por acaso também é o marco natural mais reconhecido da cidade.

8. Os murais imperdíveis

Graham Street © Emily Petsko / Lonely Planet​

Por toda parte, há sinais da crescente cena artística de Hong Kong, até mesmo nas ruas. Em Sheung Wan, um dos distritos mais modernos da cidade, não é raro dar de cara com murais de arte de rua pintados com tinta spray nas laterais dos prédios. A Graham Street, no Distrito Central, é lar da pintura mais divulgada no Instagram, um mural que representa um conjunto colorido de prédios. Porém, para sair do comum, siga para Peel Street, Hollywood Road, Tank Lane e Upper Station Street, onde novas obras surgem da noite para o dia.

9. Vida noturna à luz de neon

© Christian Mueller / Shutterstock​

Embora as famosas luzes de neon de Hong Kong estejam rapidamente sendo substituídas por lâmpadas de LED, ainda não faltam iluminações fortes e coloridas a fotografar pela cidade. Várias placas de propaganda piscam ao longo da Nathan Road, em Tsim Sha Tsui, e da Jordan Road, em Yau Ma Tei, enquanto a vista da passarela da Tung Choi Street por cima da Mong Kok Road brilha tanto que um óculos de sol podem ser necessários. Na parte da ilha, desça a Lockhart Road para registrar algumas placas piscantes de bares.

10. O melhor clique do pôr do sol na cidade

Sai Wan Swimming Shed © WAN CHEUK NANG / Shutterstock​

As barracas de praia de Sai Wan (Victoria Road), com um píer de madeira se lançando nas águas agitadas do Canal Sulphur, é um lugar famoso para fotografias de casamento, mas sua localização remota faz com que você provavelmente não tenha que disputar espaço com hordas de turistas. É melhor fotografar ao pôr do sol, quando o céu é rasgado por riscos laranja e roxos; essa pode ser sua melhor chance de usar a hashtag “#nofilter”.

Este artigo foi publicado em Julho de 2017 e foi atualizado em Julho de 2017.