Dicas e artigos

Beleza, drinks e agitação: 7 motivos para visitar Zagreb

Lago Jarun em Zagreb

Em um país famosos por seu litoral estonteante, a capital da Croácia, longe da praia, tem ficado afastada dos olhos dos turistas há décadas. Com um novo terminal de aeroporto aberto em março de 2017 e animados estabelecimentos culturais que dão ainda mais força a seus charmes históricos e naturais adorados há tanto tempo, agora é o momento certo para descobrir as delícias de Zagreb.

Caminhe pela histórica Cidade Alta

A Igreja de São Marcos é um dos edifícios mais bonitos de Zagreb © Apex Photos  Getty Images​

A Igreja de São Marcos é um dos edifícios mais bonitos de Zagreb © Apex Photos  Getty Images​

O distrito mais antigo da cidade, a bela Cidade Alta de Zagreb, fica em cima de dois pequenos morros, entre os quais a rua Tkalčićeva (que já foi um rio) serpenteia. Os dois morros são contornados por muros resistentes da época da Renascença, construídos para suportarem uma invasão otomana que nunca aconteceu. Kaptol, o morro leste, era o centro eclesiástico da cidade velha, amontoado ao redor da elegante catedral neogótica da cidade. A oeste, Gradec está lotado de palácios barrocos em tons pastéis, antes lares da nobreza da cidade.

Para chegar a Gradec com estilo, pegue a pequena ferrovia funicular (com apenas 66 metros de comprimento, a menor do mundo) na rua Tomićeva. Você vai chegar no calçadão Strossmayer na base da Torre Lotrščak; os dois oferecem vistas incríveis da cidade baixa. O melhor momento para visitar é no meio do dia, quando um canhão pequeno, mas ensurdecedor, é disparado da janela mais alta da torre. No coração de Gradec, o parlamento neoclássico e o palácio presidencial barroco da Croácia ficam um de frente para o outro, nos extremos da praça de São Marcos. A bonita igreja do século 13 que fica no centro da praça é um dos grandes ícones da cidade, seu teto colorido com ladrilhos forma o emblema de Zagreb e o brasão da Croácia, Dalmácia e Eslavônia.

Encontre consolo no Museu "Broken Relationships​"

Resquícios de corações partidos no Museu "Broken Relationships​" © Hrvoje Polan  Getty Images

É uma sensação estranha entrar em um museu e ser confrontado não por obras de arte ou tesouros históricos, mas por objetos comuns do dia a dia: um sapato se salto, uma torradeira, um brinquedo para cachorros que apita. No fascinante Museu dos Relacionamentos Desfeitos, cada item aparentemente comum oferece uma visão de um momento emocionalmente pesado de quando os sonhos de alguém são despedaçados.

Originalmente um projeto de arte criativo iniciado por dois artistas de Zagreb, a exposição viajou o mundo durante vários anos antes de enfim se tornar um dos museus mais incomuns permanente em Zagreb, desde 2010.  Todos os tipos de relacionamentos são representados, de romances adolescentes tempestuosos a casamentos, e cada objeto é acompanhado por uma história anônima do seu doador, algumas profundas, algumas banais, algumas engraçadas: “O cachorro dele deixou mais rastros do que ele.”

Prove produtos locais, frescos do mercado

Dolac Market © Sheldon Levis / Getty Images​

O Mercado Dolac é aonde os croatas vão comprar alimentos frescos. O mercado de frutas, verduras e legumes a céu aberto é pitoresco, com vista para os pináculos da catedral oferecendo o cenário perfeito para fileiras e fileiras de limões coloridos, pimentas e rabanetes de dar água na boca. O mercado de carnes e laticínios (no andar de baixo) e o mercado de peixe (adjacente) se agitam com as vozes de dezenas de avós negociando o melhor preço possível.

Compre algumas frutas ou doces e sente-se em um dos cafés que circulam o mercado. Desde que você compre uma bebida, não tem problema ficar por ali para comer um lanche que você mesmo levou e aproveitar o clima animado.  Para ter a chance de encontrar alguns fazendeiros locais e provar seus produtos, verifique se o Mali Plac s Tavana está acontecendo durante a sua visita. O “pequeno mercado” começou como uma reunião de produtores de alimentos orgânicos locais no sótão da sua fundadora e se tornou uma instituição de Zagreb.

Se você quer provar pratos criativos e deliciosos preparados com ingredientes comprados no Mercado Dolac, pegue uma mesa no Pod Gričkim Topom, um adorável e tranquilo restaurante no canto da Cidade Alta, com ótimas vistas da cidade.

Beberique cerveja artesanal e coquetéis criativos nas ruas secundárias

Tkalčićeva, o epicentro da vida noturna de Zagreb © Trish Punch  Getty Images

A capital da Croácia ganha vida à noite, quando suas ruas e praças se transformam em uma enorme festa a céu aberto. A maior parte da ação se concentra na rua Tkalčićeva, exclusiva para pedestres, que parece parte de um resort de praia, com mesas do lado de fora e uma clima agitado. Há muita diversão para você por ali, mas, se quiser encontrar as melhores bebidas de Zagreb, terá de ir um pouco mais a fundo.

Os amantes de cervejas estarão em casa no Craft Room (Opatovina 35), a apenas uma rua de distância da Tkalčićeva, ele oferece uma enorme seleção de cervejas artesanais de alta qualidade e fabricação local, custando apenas €2–3 por meio litro. Para algo um pouco mais tradicional, siga para o pub Pivnica Medvedgrad e saboreie, no belo pátio, uma das cinco cervejas feitas no local.

Os amantes do vinho devem procurar a Bornstein – a loja de vinhos mais antiga da Iugoslávia – e provar um pouco da impressionante seleção de vinhos croatas no bar cheio de personalidade, em uma adega. Para drinques, peça para alguém da talentosa equipe do elegante Dežman Bar uma de suas criações muito bem equilibradas e sofisticadas.

Participe de uma festa interminável

Um dos premiados mercados natalinos de Zagreb © IdealPhoto30  Getty Images​

Em qualquer que seja a época do ano em que você visite Zagreb provavelmente algum tipo de festival estará animando as ruas da cidade. O verão, em especial, é um caos de eventos barulhentos, incorporados com entusiasmo pelos habitantes da cidade. Os destaques incluem Cest is D’Best no começo de junho, que leva centenas de artistas de rua para a cidade, e o festival Pátios em julho, que abre vários pátios privativos da Cidade Alta ao público para shows e diversões em geral.

O outono e a primavera estão cheios de festivais de filmes, teatro, marionetes e música, com novos eventos acontecendo todos os anos, como o Festival das Luzes, que teve início em março de 2017. E, no inverno, o Advento em Zagreb leva uma grande pista de gelo a céu aberto para a praça Rei Tomislau, várias apresentações, festivais, e mercados de Natal que foram considerados os melhores da Europa nos últimos dois anos seguidos.

Vá para a montanha, o lago ou os quarteirões arborizados da cidade

Sua localização na base das montanhas Medvednica faz de Zagreb um ótimo lugar para visitar se você ama o ar livre. Nos fins de semana, os moradores adoram enfrentar a trilha de 2 a 3 horas subindo a montanha bem florestada para aproveitar a bela vista da cidade. É fácil para os visitantes se juntarem a eles; basta pegar o bonde 14 até a última parada e, depois, passar para o bonde 15 e seguir pelo túnel até o fim da linha. Logo, você estará caminhando pela floresta, acompanhado de uma trilha sonora de cantos de pássaros.

Mesmo que caminhar montanha acima não seja a sua praia, Zagreb tem espaços verdes para todos os gostos e interesses. A Cidade Baixa de Zagreb é bem arborizada graças a sete praças interligadas e um jardim botânico que formam uma “ferradura verde”, lugar ideal para fazer um intervalo em um dia quente de verão. Quando as temperaturas sobem, o lugar ideal para ir é o Lago Jarun, ao sudoeste da cidade, onde nadadores e remadores deslizam na água, enquanto quem gosta de tomar sol, andar de bicicleta ou andar de patins pode aproveitar o seu contorno.

Veja a cidade através dos olhos de seus artistas de rua

O mural "OKO" no Museu de Arte Contemporânea © xbrchx  Getty Images​

Uma ótima maneira de descobrir a alma da cidade e explorar sua criatividade vibrante é por meio da sua arte de rua. O artista de rua provavelmente mais proeminente de Zagreb é Lonac, cujo nome significa “panela de cozinha”. Ele pinta, com tinta spray, grandes murais realistas, geralmente usando os edifícios não apenas como telas, mas como parte da composição, de forma que a ventilação de ar condicionado vire um snorkel, por exemplo. Também admirada é OKO (que significa “olho”), que pintou o grande mural do Museu de Arte Contemporânea, em 2015. Olhos são, claramente, um tema importante das suas pinturas, assim como figuras em preto e branco vestindo roupas antigas, com cabeças de animais, representando guardiões espirituais.

Dois outros artistas de rua de Zagreb, Bare e Modul, juntaram-se para criar o ateliê do Estúdio de Arte de Rua Lapo no centro de Zagreb, além de transformarem uma área abandonada da Cidade Alta em um Parque Artístico com foco na comunidade. Se você ficar de olhos atentos, vai ver obras deles e de muitos outros artistas enquanto passear pela cidade Alta e Baixa, mas, se quiser procurar especificamente por arte de rua, os melhores lugares para ir são o Centro de Estudantes, a sudoeste do centro, e a rua Branimir, a sudeste, cada um com dezenas de murais.

Anna Tyler viajou para Zagreb com o apoio do Escritório de Turismo Nacional da Croácia. Colaboradores da Lonely Planet não aceitam presentes em troca de cobertura positiva.

Este artigo foi publicado em Junho de 2017 e foi atualizado em Junho de 2017.