Dicas e artigos

Para onde expandir seus horizontes neste Ano Novo

Ano Novo

Ele vem só uma vez por ano, mas costumam acontecer de um destes dois jeitos: ou uma noite de fogos de artifício ou uma noite de frustrações.

Decidir onde passar o Ano Novo não é fácil nem rápido se seus horizontes se expandirem para além do que você já conhece. Se ainda estiver sem inspiração, mas decidido a escapar do comum, temos algumas ideias sobre onde aproveitar a contagem regressiva até 2017.

Os antigos sassos de Mateara (moradias em caverna) foram transformados em atrações para agradar os visitantes. © Hedda Gjerpen/Getty Images

Matera, Itália

Localizada na remota região rural de Basilicata, Matera está se preparando para o destaque como Capital Europeia da Cultura de 2019. Mas por que esperar? Receba o novo ano nessa cidade de cair o queixo e declarada Patrimônio Mundial da Unesco, que promove uma variedade de festivais e comemorações ao ar livre. Explore o labirinto de ruelas estreitas e procure o Presepe Narrante Di Matera, um “presépio vivo” espalhado por 5km e com 150 artistas fantasiados.

Antes um sinônimo de pobreza urbana, os sassos (moradias em caverna) de Matera se tornaram restaurantes minimalistas, pontos de encontro da moda e hotéis-butique. Coma no Baccanti, onde o antigo garoto local e lendário diretor de filmes Francis Ford Coppola já jantou, beberique alguns coquetéis no café-bar Area 8 e desça ao subsolo para dormir em meio a toda a classe do Sextantio Le Grotte Della Civita. Por fim, alivie a cabeça no dia seguinte andando até a novíssima ponte suspensa.

Angelo Pittro – Diretor comercial e de marketing, Lonely Planet Itália.

 

Os bares da Rua Bourbon de Nova Orleans vão comemorar a véspera de Ano Novo com o vigor de sempre. © Kris Davidson/Lonely Planet

Nova Orleans, EUA

Nova Orleans dá um gosto único a tudo o que faz, e a véspera do Ano Novo não é exceção. Siga para a Praça Jackson e dê as boas-vindas a 2017. A festa anual dali inclui música ao vivo e uma linda vista da descida da flor-de-lis à meia-noite para introduzir o novo ano. A Catedral St Louis, um dos melhores exemplos da arquitetura francesa nos EUA, serve como cenário régio para uma impressionante exibição de fogos de artifício acima do rio Mississippi.

Você pode ficar surpreso com o quanto Nova Orleans pode ser fria nessa época do ano. Por sorte, o venerável Café Du Monde fica logo do outro lado da rua. Aberto 24 horas e fechado apenas no dia de Natal, esse provedor de beignets e café com chicória sempre ajuda a aliviar os efeitos do exagero de coquetéis Hurricane.

Rebecca Warren – Editora-gerente da revista da Lonely Planet nos EUA.

O Loop Roof é um dos melhores lugares para observar o horizonte de Melbourne enquanto você faz a contagem para o Ano Novo. © Loop Roof

Melbourne, Austrália

Se Sydney é a filha de ouro da véspera do Ano Novo na Austrália, então Melbourne é a irmã animada. Esconda-se em um dos famosos bares no terraço da cidade para tomar um drinque em uma quente e agradável noite de verão e conseguir lugares na primeira fila para os fogos de artifício.

Para locais dentro da cidade, o Rooftop Bar no topo do Curtin House e o Loop Roof são consagrados como favoritos dos moradores, enquanto o hotel-butique QT Melbourne diverte com um glamoroso terraço (faça reserva para os dois últimos). Mais distante, consiga vistas do horizonte e coma tapas no Naked in the Sky, em Fitzroy. A salvação pela manhã aguarda na forma de um delicioso brunch de Melbourne e, é claro, uma ótima xícara de café.

Terri Coad – Pathfinder da Lonely Planet e blogueira do littlewanderings.com.

Comemore a véspera do Ano Novo com os moradores locais no clima agradável de Las Palmas © Tomasz Czajkowski/Shutterstock

Las Palmas, Gran Canaria

As festas na Europa nessa época do ano costumam envolver várias camadas de roupa por conta da baixa temperatura, mas o clima da capital de Gran Canaria, Las Palmas, tem a média amena de 19°C. E, embora todo o resto da ilha seja dominado por grandes resorts, essa é uma verdadeira cidade espanhola frequentada, na maior parte, pelos moradores... em especial na véspera do Ano Novo, quando os clube e bares ficam lotados de canarios.

O velho bairro de Vegueta é um lugar divertido para passear; comece jantando no Restaurante El Herreño, que prepara pratos tradicionais de Gran Canaria com ingredientes frescos do mercado em frente e, depois, siga para explorar os vários bares salpicados entre suas ruelas estreitas.

Depois de algumas cañas (cervejas pequenas), a maioria das pessoas converge para a maravilhosa praia da cidade, Playa de las Canteras, onde fogos de artifício iluminam o céu para dar as boas-vindas ao novo ano. Lembre-se de levar uvas: é tradição espanhola comer 12 uvas, uma para cada badalada da meia-noite, ou arrisque um ano inteiro de azar.

Orla Thomas – Editor de artigos da revista da Lonely Planet no Reino Unido.

Dançarica com fantasia tradicional participando do Festival de Junkanoo. © Erkki & Hanna/Shutterstock

Nassau, Bahamas

Quase toda cidade do Caribe dá grandes festas de Ano Novo, mas Nassau faz isso com um toque especial. Junkanoo é o maior e mais extravagante carnaval de rua das Bahamas e, embora seja realizado várias vezes por ano, as maiores comemorações acontecem no dia depois do Natal e no dia de Ano Novo. Nas altas horas da madrugada, dançarinos com fantasias elaboradas tomam as ruas com suas trupes, desfilando pelo centro de Nassau para receber o novo ano com buzinas, tambores, apitos e carros alegóricos.

Depois que a festa se acalmar, tire um cochilo nas areias peroladas de uma das famosas praias de Nova Providência (Cabo, Delaporte ou Junkanoo, para citar algumas). E, quando começar a sentir fome, vá ao Arawak Cay para provar o peixe frito do fim de semana ou pegue uma salada de molusco no mercado em Potter’s Cay.

Bailey Johnson – Editor de destino da América Central e do Caribe.

Uma passagem flutuante cruzando o Lago Oeste, em Hangzhou. © Haitao Zhang/Getty Images

Hangzhou, China

Embora os chineses não comemorem o Ano Novo com tanta energia quanto o Festival de Primavera (também conhecido como Ano Novo Chinês, que vai cair no dia 28 de janeiro este ano), esse é um bom momento para visitar o sudeste da China, onde o interior ainda é verde e vibrante.

Visite a idílica cidade de Hangzhou para achar um jeito tranquilo de ver a chegada de 2017. Siga o caminho pelo Lago Oeste pela manhã para observar a névoa cobrindo a água e, depois, suba o morro para visitar o templo Yongfu. Passe a tarde bebericando chá na casa de chás de lá, cercado por um jardim de plantas com as quais são feitas as bebidas. Termine o dia com uma refeição de primeira classe no luxuoso Hotel Shangri-La, que fica à margem do lago.

Ding Lisong – Diretor de produção e operações do escritório de Pequim da Lonely Planet.

A Ponte da Baía de Sydney é o dramático ponto de foco das comemorações de Ano Novo. @ Javen/Shutterstock

Sydney, Austrália

A cidade mais cintilante da Austrália faz um show extravagante usando seu maior bem: a Baía de Sydney. Antes da grande explosão de fogos de artifício, embarcações de todas as formas e tamanhos decoradas com impressionantes cabos de luzes brancas dançam pela água ao som de música ao vivo. A chegada da meia-noite dispara uma erupção de pirotecnia de não menos do que sete barcaças salpicadas pela baía, sem falar do cabide mais famoso do mundo, a Ponte da Baía de Sydney.

Para aqueles que não tiveram a sorte de conseguir um convite para a festa privada à beira da água, a melhor opção é se juntar aos milhões de outras pessoas que lotam as margens da baía. A Ilha de Cockatoo, uma das muitas ilhas da baía, oferece a fabulosa opção de acampamentos de luxo, resolvendo assim o problema de uma caminhada longa ou viagem de carro até em casa.

Afaste a ressaca em uma das praias mais icônicas da Austrália, Bondi, onde você pode tomar um café da manhã saudável no café Speedos ou comer como rei no Icebergs Dining Room antes de pular nas belíssimas ondas para nadar em meio às bandeiras.

Chris Zeiher – Diretor de vendas e marketing da Lonely Planet (Ásia-Pacífico).

Este artigo foi publicado em Dezembro de 2016 e foi atualizado em Dezembro de 2016.