Dicas e artigos

O trabalho dos sonhos para quem ama bacon

Bacon freelancer

Ser pago para comer bacon se tornou agora uma realidade e um trabalho de verdade. Os amantes de bacon dos EUA podem se alegrar, pois um novo site está em busca de um “crítico de bacon” freelancer. E, por incrível que pareça, ele será pago para isso.

Viajar ou fazer mochilão por toda a América e degustar tiras crocantes de bacon ao longo do caminho? Bem, então esse é potencialmente seu emprego dos sonhos com o novo site “ Extra Crispy”, dedicado exclusivamente a escrever sobre e documentar a refeição mais importante do dia – o café da manhã.

A publicação on-line, que fazia parte da Time Inc., está à procura de um escritor freelancer para cobrir sua "tour do bacon", que decidirá “qual é o melhor bacon do país” após três meses de pesquisa.

O posto de crítico de bacon implica na responsabilidade de “pesquisar, escrever, ser obcecado sobre o assunto e criticar bacon". Além disso, o Extra Crispy espera que o especialista em bacon seja “obstinado e meticuloso em sua pesquisa". “Outras qualificações incluem grande habilidade de escrita, voz inconfundível, senso de aventura e fome insaciável – por bacon”.

(Seja pago para comer bacon. | Créditos: Shardayyy / CC BY 2.0)

Para ter a chance de conseguir esse cobiçado trabalho, os amantes do bacon devem enviar um texto de 600 palavras, detalhando a sua história favorita envolvendo bacon.

Junto com as habilidades exigidas, os candidatos devem desfrutar de "tiras de barriga de porco defumada, também conhecido como bacon", bem como ter "boa sensibilidade para perceber o que faz de um bacon um bom bacon ou um mau bacon" e a capacidade de "conectar palavras construindo frases”.

Os fãs de bacon têm expressado sua satisfação com essa vaga de emprego, muitos deles descrevendo-a como um "trabalho dos sonhos". "Nunca deixe ninguém dizer que você não pode viver seu sonho. Há agora um trabalho para um ‘crítico de bacon freelancer’", escreveu uma mulher no Twitter. Já outra disse que acha que "encontrou sua vocação".

Este artigo foi publicado em Outubro de 2016 e foi atualizado em Outubro de 2016.