Dicas e artigos

10 atrações no Rio para fãs de esporte

Surfe

 

O Rio é uma cidade pra galera que curte se mexer, seja como for: esportes radicais, aquáticos, futebol ou algo leve só pra cuidar da saúde. Isso sem contar as curiosidades – você sabia que dá pra se hospedar no hotel onde os jogadores do Uruguai ficaram, antes de bater o Brasil, na final da Copa do Muno de 1950? E que dá pra fazer caiaque em plena Zona Sul, com a vista do Corcovado e do Pão de Açúcar de ângulos totalmente diferentes de todas as fotos que você já viu?

Então lá vai! Em homenagem as Olimpíadas, 10 atrações pelas quais os fãs do esporte já deveriam estar planejando sua próxima viagem ao Rio de Janeiro.

1 ) Maracanã

Tem que apresentar? O estádio mais mítico do mundo, construído para a Copa do Mundo de 1950, ainda é a casa dos clássicos do Rio de Janeiro. Estando lá em dia de jogo, não perca a chance de assistir. Caso contrário, faça o tour guiado para conhecer o novo Maracanã, reformado para a Copa de 2014, a fundo! O tour inclui lugares como as salas de imprensa e vestiários.

2) Hotel Paysandu

Lembrança boa ou não. Quando o Uruguai ganhou a Copa do Mundo no Brasil, o Rio de Janeiro ainda vivia sua belle époque. O Aterro do Flamengo, onde fica o hotel, já era área nobre e a localização, próxima ao estádio, agradou a delegação uruguaia. O Hotel Paysandu, instalado num edifíco baixo em art-déco, recebeu os jogadores na noite anterior ao fatídico jogo. Os dias de glamour ficaram para trás mas, o hotel, que passou apenas por pequenas reformas, continua muito parecido com o que os uruguaios deixaram.

3) Dois Irmãos

A comunidade do Vidigal já tinha muita coisa boa pra mostrar há muito tempo. Acontece que, desde 2012, ela está 100% pacificada e é possível que não-moradores também tenham o privilégio de circular por lá. Depois de subir pelas ruelas, passando por botequins tradicionais e hostels que revitalizaram o bairro, inicia-se a trilha mais recompensadora do Rio de Janeiro: o caminho que vai até o topo do Morro Dois Irmãos. É comprida, não é das mais fáceis, mas a vista que se tem ao pisar no topo é impagável - aliás, é de graça!

4) Asa Delta na Pedra Bonita

A Pedra da Gávea é mais famosa por causa do formato bonito e imponente. Mas é da Pedra Bonita que se salta para os momentos mais livres e emocionantes da sua visita ao Rio de Janeiro. Os cinco minutos entre o (excluir) a corrida do topo da pedra e o pouso na Praia de São Conrado são viciantes! Assim que você tocar o chão, o medo de voar é imediatamente substituído pela vontade de repetir a experiência!

5) Trilha Morro da Urca

Pra muita gente, o Morro da Urca é só um degrau pelo qual se tem que passar ao ir até chegar ao Pão de Açúcar. Uma pena – este vizinho mais baixo tem vistas lindas do Rio, além de ser acessível por uma trilha que começa na Praia Vermelha. Claro que, uma vez na vida, você vai pagar uns sessenta e tantos reais para pegar o bondinho mas, se quiser repetir a dose, dá pra subir até a Urca sem gastar nada.

6) Caiaque na Praia Vermelha

Na mesma praia de onde se inicia a trilha até o topo do Morro da Urca, há aluguel de caiaques. A Praia Vermelha é pequenina e escondida. Pegue seu caiaque e vá ver como é o Rio de Janeiro quando olhado de fora, numa vista completamente inédita e diferente de todas as que são divulgadas em guias de turismo.

7) Beach soccer com os famosos no Leblon

Fim de tarde. O sol já não está tão quente e as redes começam a ser armadas na larga faixa de areia do Leblon. Se você estava em algum daqueles botecos chiques do bairro, é capaz de já ter sentado ao lado ou bem perto de um global. Então, por que não desafiá-los para uma partida de futevôlei com Romário, Rodrigo Hilbert e companhia?

8) Surf na Praia da Joatinga

A Prainha talvez seja a favorita, mas é muito longe. Ipanema é melhor localizada, mas está quase sempre muito cheia. Espremida entre São Conrado e a Barra da Tijuca, está a escondida Praia da Joatinga. O acesso não é dos mais fáceis, o que a faz ainda mais especial. Chegue cedo, pois a praia é pequenina e lota rapidamente!

9) Corrida da manhã em Ipanema

A praia da galera fit, onde se acorda cedo pra correr e o corpo é cultuado. Fazer um pouco de jogging no calçadão de Ipanema é uma das melhores maneiras de começar o dia no Rio de Janeiro, seguido por um açaí ou suco natural nas suquerias da Rua Visconde de Pirajá ou a Prudente de Morais.

10) Skate/bicicleta/patins nas avenidas fechadas, aos domingos

O Rio de Janeiro é exibicionista. E é por isso que, aos domingos e feriados, o calçadão se expande para as avenidas a beira-mar e se torna uma gigante passarela. Carros e motos são proibidos de transitar nesses trechos para que você saia com seu skate, bicicleta ou patins - não importa! Escolha sua modalidade preferida porque, nestes dias, há espaço de sobra pra todo mundo. Até os cães aparecem.

Artigo escrito por Thiago Caramuru do blog 3 em 3

Este artigo foi publicado em Agosto de 2016 e foi atualizado em Agosto de 2016.