Dicas e artigos

Dicas de segurança para mulheres que viajam à Índia

Mulheres que viajam sozinhas ©Unsplash

"Mas você vai viajar sozinha?" Que mulher nunca ouviu essa frase logo depois de anunciar uma viagem? Em questão de segundos, aparecem milhões de histórias de conhecidos que já foram para o tal destino e não tiveram sorte. Calma sociedade, é só uma mulher viajando. Claro, o perigo existe, e de fato, alguns países não são amistosos com mulheres viajando sozinhas.

Por ser um país predominantemente masculino, extremamente machista e com uma forte cultura patriarcal, infelizmente, o assédio sexual não é uma experiências rara por lá. Comentários grosseiros, voyeurismo e homens ‘se esfregando’ ou apalpando mulheres são cenas comuns, principalmente em trens lotados, mercados, ou durante festivais. (O festival Holi, no qual é lançado um pó colorido – que pode causar cegueira temporária –, é famoso por isso). Portanto, esteja pronta para fazer escândalo se acontecer, e não deixe que isso a desanime de conhecer a bela e caótica Índia.

Que tal viajar sozinha?

Não deixe de viajar sozinha. Lembre-se: você é forte e independente, e nada como uma imersão total na cultura indiana, pesquisando e conversando com pessoas que já conhecem o destino, para se sentir segura e se aventurar pelo país. Quanto mais você souber sobre seu destino, menos riscos você corre. Se uma situação perturbadora aparecer, certifique-se de falar alto, fazer escândalo, especialmente em transportes públicos. Isso vai envergonhar o sujeito repugnante e estimular seus companheiros de viagem a ajudá-la. Em situações perigosas, ligue para a polícia no número 100.

Reserve tempo para observar costumes locais durante sua estadia, especialmente ao chegar. Comportamentos e vestuários que significam uma coisa no seu país podem significar algo totalmente diferente na Índia, e talvez você passe, sem querer, as mensagens erradas. Quem viaja à Índia pela primeira vez pode se hospedar em uma casa de família, onde lições valiosas sobre cultura e segurança podem ser aprendidas do jeito mais fácil. Aliás, um dos prazeres de viajar sozinho para a Índia é a excelente oportunidade para fazer novos amigos e ter uma compreensão mais profunda da cultura local

Foto:©Matt Munro/Lonely Planet

Quais medidas simples mulheres que viajam podem tomar para se sentirem mais seguras?

Estrangeiros chamam muita atenção por si só. Na Índia, onde os costume são bem diferentes dos ocidentais, a atenção dobra: as pessoas te encaram, querem tirar fotos. Numa pesquisa da ONU Mulheres com mulheres, meninas, homens e meninos de Délhi, 75% dos homens e meninos concordaram com a afirmação 'mulheres provocam homens pelo modo como se vestem'. Sabemos que isso é absurdo, mas, de novo, estamos em um país diferente do nosso. Usar roupas discretas é considerado respeitoso na Índia, tanto por homens quanto por mulheres, então evite regatas sem manga, shorts, minissaias (saias na altura do tornozelo são melhores) e tudo que seja decotado, transparente ou apertado. Uma dupatta (echarpe longa) pode ser usada em cima de camisetas — ou qualquer outra coisa, de verdade —  ajudando a desviar a atenção. 

Foto: ©Matt Munro/Lonely Planet 

Dicas práticas

·         Ao viajar de trem durante a noite, escolha um leito na parte de cima para evitar potenciais abusadores e ter mais privacidade. (Muitas viajantes relatam melhor sorte com assentos de trem mais caros, com menos passageiros por veículo.)

·         Evite contato visual e conversas com homens desconhecidos: ambos podem ser mal-interpretados.

·         Entre em veículos ou trens para mulheres, quando existirem, e tente reservar assentos na parte da frente em ônibus de percursos longos. Sente-se perto de outras mulheres quando possível.

·         Use camiseta e calções sob a roupa de banho ao nadar, seguindo o costume local.

·         Evite o transporte público à noite.

·         Use táxis com serviços de chamada à noite; não os pegue na rua, especialmente se estiver sozinha.

·         Viajar acompanhada pode evitar investidas.

·         Use óculos escuros: as pessoas vão encará-la, não importa o motivo.

Este artigo foi publicado em Abril de 2016 e foi atualizado em Abril de 2016.