Europa

Musée Fabre

Resenha da Lonely Planet

(adulto/criança €6/4, com Département des Art Décoratifs €7/5, 1º dom do mês franca) Fundado em 1825 pelo pintor François-Xavier Fabre e completamente reformado ao custo de €61 milhões entre 2002 e 2007, esse renomado museu abriga uma das mais ricas coleções de arte europeia da França. As salas, claras e amplas, são divididas em três áreas principais: Mestres Antigos, Movimentos Modernos e Artes Decorativas. Os destaques da primeira área incluem três
quadros de Rubens, o sonhador Vênus e Adonis, de Nicholas Poussin, e uma notável seleção de obras de Jacques-Louis David. A seção Movimentos Modernos possui uma boa seleção de quadros de Delacroix, Géricault e Gustave Courbet, e uma coleção vibrante e repleta de cores de nomes importantes como Manet, Degas, Delaunay, Frédéric Bazille e Kees van Dongen. Cerâmica, móveis, faiança e joias compõem a excelente seção de Artes Decorativas, abrigada em uma extravagante mansão que pertenceu à notável local madame Frédéric Sabatier d’Espeyran.