Butão

Dzong of jakar, Butão

Apresentando o Butão

O Butão não é um lugar comum. É um reino Himalaio com fama de misterioso e mágico, onde uma cultura budista tradicional aceita, cautelosa, desenvolvimentos globais.

Volume baixo, turismo de alto valor

Os butaneses se orgulham de seu turismo sustentável alinhado à filosofia da Felicidade Interna Bruta. Primeiro, vamos derrubar um mito: não há limite para vistos de turismo. Os visitantes pagam uma famosa tarifa mínima de US$250 por dia, o que dá a impressão de que esse é um dos destinos mais caros do mundo. Porém, essa tarifa inclui tudo – hospedagem, alimentação, transporte e um guia oficial. Você não precisa viajar em um grupo grande e pode traçar o próprio itinerário. O que não vai encontrar é uma viagem do tipo mochileiro.

Surpreendente Butão

O Butão tem muitas surpresas. Este é um país onde o arroz é vermelho e as pimentas não são só um tempero, mas o ingrediente principal. Também é uma terra profundamente budista, onde monastérios são comuns, e onde gigantescos pênis protetores são pintados na porta de várias casas. Mesmo mantendo visivelmente suas tradições budistas, o Butão não é um museu. Os butaneses são bem-educados, vibrantes e amantes da diversão.

Xangri-lá?

Por que gastar seu dinheiro para vir aqui? Primeiramente, pela incrível paisagem Himalaia, onde picos nevados se erguem sobre gargantas sombrias cobertas de florestas primitivas. Ocupando posições de destaque nesta paisagem de livro ilustrado estão os majestosos dzongs e monastérios. Esta arquitetura singular incorpora a cultura budista e cria o cenário para espetaculares tsechus (festivais de dança). Há também os têxteis e o artesanato, incríveis competições de arco e flecha, trilhas em altitude elevada e fascinantes fauna e flora. Se não é Xangri-lá, é quase.

Presente do Butão para você

Quando visitar o Butão, você se tornará um dos poucos a experimentar o charme natural do primeiro país onde Felicidade Interna Bruta é considerada mais importante que o Produto Interno Bruto. Por lei, pelo menos 60% do país deve permanecer florestado para as futuras gerações. Você vai ver em primeira mão as maravilhas naturais do Butão quando viajar pelas passagens de montanha – resplandecentes de botões de rododendro na primavera. Tesouros botânicos e mamíferos e aves singulares são protegidos em diversos parques nacionais, e uma trilha na montanha é uma das melhores maneiras de conhecer o Himalaia.

Última atualização: 19 de Novembro de 2014