Ásia

Todas em Ásia

‹ Anterior

de 4

  1. Adventure Cove Waterpark

    As opções de atrações nesse parque aquático são limitadas e mais adequadas para crianças e famílias. Apesar disso, adultos à procura de adrenalina devem conhecer o Riptide Rocket (primeiro descanso hidromagnético do sudeste asiático), o Pipeline Plunge e o Bluewater Bay, uma piscina de ondas bastante forte.

    A popular Dolphin Island, cobrada separadamente, permite que os visitantes interajam com golfinhos do indo-pacífico em uma piscina. Apesar da popularidade da atividade, a Dolphin Island recebeu críticas por parte de grupos defensores dos direitos dos animais que afirmam que a vida cativa é debilitante e estressante para os animais e que isso seria exacerbado pela interação com seres humanos.

    O Adventure Cove Waterpark fica especialmente cheio nos fins de semana e feriados, então considere visitá-lo fora desses períodos.

  2. AMOY

    Não são muitos os hotéis acessados através de um templo chinês histórico, mas o Amoy não é mesmo um lugar para repouso comum. A história é o que inspira essa beleza contemporânea, da parede principal do saguão expondo antigos sobrenomes sino-cingapurianos a camas de ópio artesanais nos inteligentes quartos “Solteiro Confortável” (Cozy Single). Quartos duplos incluem paredes decoradas e porcelana em estilo Ming e todos os quartos possuem banheiro finamente decorado, máquina de café e minibar complementar.

    A generosidade continua com serviço de limusine grátis na chegada ao aeroporto. 

  3. Artistry

    Um café sem igual, exibições temporárias de arte e eventos frequentes – de música e dança ao vivo a coquetéis temáticos – o Artistry é uma versão hipster do salão cultural. Beba interessantes cidras e cervejas ou se jogue em pratos frescos e deliciosos (servidos até 17h), como a sublime panqueca BRB (blueberry, ricota e bacon).

    Petiscos excêntricos: o bar café, bancos e mesas compartilhadas que foram customizados usando madeira reciclada de Geylang Serang, um vilarejo malaio recriado que costumava ficar na Geylang Road.

  4. Baba House

    A Baba House é uma das mais preservadas casas da herança do povo Peranakan em Cingapura. Construída nos anos 1890, é uma janela impressionante para a vida de uma influente família Peranakan que viveu em Cingapura há um século. A restauração foi ótima e prestou atenção a cada detalhe, aos motivos entalhados na fachada azul até as portas. A única maneira de entrar é em uma das visitas guiadas (acontecem às segundas, terças, quintas e sábados), mas o ônibus do tour é excelente e gratuito. As reservas por telefone são essenciais.

  5. Beit Kaki

    Construída em 1943 como a residência de verão de uma das famílias de mercadores mais importantes de Meca, Beit Kaki é um dos monumentos mais belos de Taif. O elaborado trabalho de entalhe em madeira das varandas, janelas e portas foi todo restaurado com cuidado, e o edifício é hoje um pequeno museu. 

  6. Blue Bali

    Localizado ao lado do Jardim Botânico, o Blue Bali é um sonho balinês encantador, com pavilhões de madeira, cabanas sobre a água e uma equipe toda vestida de sarong. Vá em busca de um pôr do sol romântico e petiscos parecidos com tapas e satay javanês, tofu caseiro frito ou camarão com abóbora e chilli. Todos funcionam melhor como petiscos do que como pratos principais. O ótimo happy hour acontece entre 17h e 20h.

  7. Bugis Street Market

    O lugar já foi o mais infame ponto de vulgaridade de Cingapura – cheio de militares estrangeiros de folga e chefes de quadrilhas de aposta –, mas hoje é o mercado de rua mais famoso, repleto de roupas baratas, sapatos, acessórios, manicures, bancas de comida e, como uma homenagem a seu passado, um sex shop.

    Um dos destaques é o pequeno Good Old Days, que possui um estoque de vestidos vintage, bolsas, bijuterias e outros itens dos anos 1960 aos anos 1990.

  8. Caves Books

    Desgastada e decadente como um paperback muito antigo, a Caves já foi um dos únicos lugares em Taipei onde ocidentais podiam encontrar uma boa seleção de livros em inglês. Hoje em dia, embora ainda esteja entre os melhores lugares para encontrar tanto livros para o ensino do inglês quanto para quem quer aprender chinês, a seleção da Caves foi ultrapassada pela moderna geração de livrarias de Taipei.

  9. Cedarwood Villa

    Embora possua paredes de ardósia e quase nada de cedro, esse hotel estiloso e tranquilo oferece quartos grandes e cobertos de mármore, com enormes janelas com uma vista espetacular para uma parte do Monte Tai. É o tipo de lugar para levar alguém especial.

    O hotel possui quartos para pernoite e está localizado em uma parte afastada do pé da montanha, em uma estradinha lateral.

  10. City Hut 1828

    Também conhecido como Dorm 1828, esse hostel é uma escolha magnífica se comparado a opções medianas. Além de uma variedade de dormitórios aconchegantes (tanto mistos quanto femininos) e quartos, possui boa mobília, chuveiros potentes, uma cozinha totalmente equipada e uma área comum relaxante de ladrilho quadriculado azul e branco. A dona, Jasmine, possui várias dicas de atividades ao ar livre.

    Para chegar ao hostel, saia pela saída dos fundos da estação de trem de Tainan, siga a Dasyue Road e vire à direita quando vir uma loja Hang Tem. O hostel fica no fim da rua. A caminhada é de 15 minutos.

  11. Country Mother's

    Fiel ao próprio nome, o Country Mother's serve alguns dos melhores cafés da manhã e sanduíches de Taiwan em um lugar aconchegante do píer. Também serve alguns dos melhores aperitivos e pizzas em estilo romano numa esquina de Bo’ai d e Jieyue Rds.

  12. Dihua Street

    Essa antiga central é amplamente conhecida por suas lojas de remédios chineses e mercados de tecidos. Depois de uma década de restaurações, a rua se tornou também um ímã de jovens empreendedores sedentos por dar uma nova vida ao bairro, com cafés, restaurantes, estúdios de arte e lojas de antiguidades.

  13. Diretório Geral de Cultura e Turismo de Jeddah

    O Diretório Geral de Cultura e Turismo de Jeddah organiza uma excelente “palestra e passeio a pé”, que conta a história da cidade e mostra a sua arquitetura, às 9h, todas as quintas-feiras. O ponto de encontro é a Naseef House. Para reservar, envie um email ou telefone para o adorável diretor, Sami Nowar. Está localizado ao sul do Souq al-Alawi.

  14. Dulan Sugar Factory

    Essa fábrica, antigamente uma intensa refinadora de açúcar e uma fonte de geração de empregos locais, fechou as portas durante os anos 1990. Artesãos locais logo começaram a reabrir o depósito abandonado como ateliês provisórios: um local artístico genuíno que continuou ganhando reputação.

    Conforme se chega a Dulan vindo do norte, é fácil enxergar a fábrica à direita, próxima aos limites da cidade. Durante a semana a cena artística é quieta, mas nos fins de semana é possível encontrar escultores trabalhando e comprar artigos únicos. A fábrica também é o cenário de frequentes festivais da costa leste e apresentações semanais de músicos aborígenes (aos sábados).