ÁsiaDicas e artigos

24 horas em Mumbai

Mumbai

Por Supriya Sehgal

Prepare-se para empurrões, pessoas apressadas e conversa fiada incessante quando mergulhar na energia atual (mas ao mesmo tempo tradicional) de Mumbai.

24 horas não são suficientes para explorar todos os destaques dessa cidade agitada, mas esse passeio o ajudará a capturar o sabor de Mumbai: manhãs serenas perto do mar, cafés alternativos, lanches crocantes típicos, a sensação das grandes barganhas e uma vida noturna memorável. Para aproveitar ao máximo um único dia, o melhor é alugar um táxi e zunir por entre as atividades.

 

Passe a manhã em Bandorá

 

O aroma de pão fresco começa a circular desde A One Bakery, localizada na Hill Road, antes mesmo da luz do sol aparecer, o que te ajuda a começar o dia bem cedo. Pegue uma sacola com rolinhos de canela e bolinhos de mirtilo para te fazer companhia pelas ruas estreitas de Ranwar, que se espalha por trás da padaria e pela grafitada Chapel Street.

As manhãs são a hora ideal para explorar. Você verá os 200 anos de história do lugar se desenrolarem enquanto passa por sacadas de casas coloniais e cruzes cristãs enormes. Arte urbana em cores psicodélicas preenchem as paredes de residências tradicionais de uma forma incongruente e charmosa.

Se quiser fazer uma pausa para o chá, volte para a esquina da Hill Road e entre na Yoga House, onde poderá aproveitar uma xícara de chai nas mesas baixas ou relaxar nos bancos externos. Você também pode ir na direção da estrada Lilavati Hospital Junction e entrar no Salt Water Café para um prato repleto de bacon, omeletes, panquecas e muito mais. Caso ainda não tenha decidido o que comer, ande um pouco mais pela Carter Road, à beira- mar, desviando de corredores matinais até alcançar a Bagel Shop para tomar o café da manhã.

 

Explore as entranhas de Bombaim durante o dia

Carros puxados por cavalos também são comuns em Mumbai
Foto por: 
Jedraszak/ThinkStock

 

Qualquer menção a Dharavi costuma conjurar a imagem de Quem quer ser o milionário?, filme de Danny Boyle, e uma junção colossal de casas e lojas. Alguns viajantes podem se interessar em ver as maiores favelas do mundo. Outra alternativa é explorar as oficinas e curtumes de Dharavi – peça ao taxista para deixá-lo na estrada Sion Bandra Link para comprar produtos de couro. Bolsas, jaquetas e cintos são produzidos dentro das ruas estreitas e pequenas oficinas de Dharavi. Se você tem interesse em ver o processo de fabricação, entre em contato com o Sr. Fayaz Mir do High Design (tel 09322282721). Essa também é uma maneira de vivenciar o interior das favelas na companhia de um guia confiável.

Seu lanche matinal não pode ser outro senão o vada pao do Dadar, uma estrela. Aperte-se na loja do lado de fora da Kirti College para um pão doce gigante com recheio vegetariano de batata. O vada pao é um rito de passagem essencial em Mumbai – mas esteja avisado, a cobertura de lá é extremamente picante.

A próxima parada é a Washermen’s Colony, localizada perto da estação de trem Mahalakshmi. Peça ao taxista para deixá-lo na estação e siga a multidão descendo uma escada apertada em um viaduto próximo. À sua esquerda, um mundo de lençóis brancos, camisas lindas e secas e o cheiro pungente de detergente. Passeie pelo interior do lugar para ver a voracidade com que esfregam as roupas nas pedras de lavar, secam, empacotam e enviam para os hotéis, hostels e outros. Você pode ver suas próprias roupas de cama por lá. Se você perambular pela área por voltas das 11 da manhã, talvez veja a famoso ‘dabbawalas’ de relance – a frota de entregadores de comida que fornecem o almoço de milhares de funcionários de escritório utilizando um sistema de cores extremamente preciso nas caixas.

Em seguida, faça uma parada na mesquita do santuário de mármore branco Haji Ali. Aventure-se pelas passagens à esquerda do monumental Haji Ali Juice Centre, ao longo de fileiras de lojas e entre cabras soltas. Do lado de dentro, homens e mulheres se separam para entrar no templo separadamente e são abençoados por uma pilha de penas de pavão. Dias de maré alta são especiais: o calçadão fica completamente submerso e o templo parece flutuar no meio da água.

Aguce seus talentos para pechincha (e proteja sua carteira) pelas ruas do Chor Bazaar (Mercado do Ladrão) e do Mutton Bazaar. Caçadores de bons negócios chegam em multidões para garimpar entre pôsteres antigos de Bollywood, máquinas de costura enferrujadas peças de carros e até mesmo mobília antiga. Os preços são razoáveis, mas vale pechinchar sem culpa. Acredita-se que os produtos roubados circulem na manhã de sexta-feira a partir das 4:30, mas o mercado em si abre todos os dias, das 10h30 até as 19h30. Algumas das paradas que valem a pena são a Oriental Arts and Crafts (tel 09819489585), para antiguidades, e a A 1 Corner (tel 09223439284), para itens colecionáveis de Bollywood.

 

Passe uma tarde na área do forte

Fuja das raridades vintage tentadoras do Chor Bazaar se você quiser chegar a tempo para um programa tipicamente pársi ou iraniano em Britannia (na Sprott Road), que tem quase um século. No caminho, peça ao taxista para passar pela praça Azaad (local para a prática de esportes), onde você pode ver os branquíssimos uniformes de cricket ficarem enlameados enquanto os jovens correm atrás do sonho de um dia se tornarem Sachin Tendulkar, famoso jogador. Já em Britannia, deixe que as quatro gerações da família Kohinoor façam com que você se sinta em casa enquanto se joga na mobília polonesa. Tire o gosto da sali boti (carne), berry pulao (prato à base de arroz), patra ni macchi (peixe no vapor) e dhansak (curry) com um espumante pallonjis de framboesa. Ou escolha outra opção com atmosfera pársi, o Café Ideal.

A área do forte engloba prédios em estilo colonial que foram convertidos em complexos de escritórios. Você pode ir andando a partir do Café Ideal e fazer uma parada na livraria Kitab Khana para reabastecer seus estoques de viagem. Continue andando por toda a área da Flora Fountain para chegar à isolada Kala Ghoda a tempo de visitar a Jehangir Art Gallery, e não deixe de provar um café caseiro orgânico no Kala Ghoda Café para renovar as energias.

 

Aproveite a noite à beira-mar

Portal da Índia visto da outra margem do porto
Foto por: Thomas Brown/ThinkStock

 

Pegue um táxi rumo à elegante região de Colaba, começando pela Theobroma Bakery para uma mordida do absurdo brownie de “chocolate em excesso”. Queime as calorias enquanto esquiva de compradores agitados ao longo da descolada Colaba Shopping Street. Se quiser uma cerveja, vá ao Leopold's Café ou ao Café Mondegar. Aparecer no livro best-seller Shantaram não é a única razão pela qual o Leo’s é popular entre os locais. O lugar é resiliente – o café de 1871 possui marcas de bala de um ataque terrorista em 2008. No Café Mondegar (o Mondy’s), os maiores atrativos são as torres de cerveja, torradas de queijo chili, uma jukebox e paredes decoradas pelo famoso cartunista Mario Miranda. Se você conseguir sair de lá, vá a pé ao Portal da Índia, um monumento construído durante o governo britânico e que hoje é sinônimo da identidade de Mumbai.

Vista da Marina Drive
Foto por: Dhurandar/ThinkStock

 

A seguir, vá à Marine Drive, em forma de meia-lua. O calçadão, onde corre uma agradável brisa, é o preferido de amigos conversando, casais trocando beijos tímidos, vendedores de chá – e também de cachorros de rua. Para ter uma vista de todo o lugar, beba algo no restaurante que fica no terraço do Hotel Intercontinental, o Dome. Não importa a hora que você descer de lá, você ainda vai encontrar os maalish walas (massagistas de pés e cabeça), que estalam suas garrafas de óleo de massagem com uma pedra para atrair viajantes e moradores cansados. Ganhar uma massagem nos pés ou nas mãos pode não estar na sua lista de coisas a fazer, mas é uma ótima maneira de ouvir um labirinto de histórias dos massagistas. Termine a noite com um sorvete do Bachelorr’s. O sorvete excepcional possui uma irresistível mistura de sabores e temperaturas, assim como Mumbai.

Este artigo foi publicado em Maio de 2015 e foi atualizado em Maio de 2015.

Ásia