Argentina

Parque Nacional Los Glaciares

Bem-vindo à Argentina

Peça a algumas pessoas para que façam associações livres com a palavra Argentina, e logo ficará evidente por que o país atrai tantos viajantes: tango, Patagônia, carne, futebol, Terra do Fogo, paixão, os Andes. Apenas esses clássicos já compõem um formidável coquetel que desperta o desejo de viajar.

Mas espere até desembarcar por lá. Chegar a Buenos Aires é como pular dentro de um trem em movimento. Através da janela do táxi, um mosaico borrado de quarteirões com prédios beges e arquitetura irregular passa rapidamente conforme você percorre a autoestrada em direção ao centro da cidade. O motorista – provavelmente dirigindo rápido demais enquanto acende um cigarro e fala sem parar sobre a corrupção governamental – finalmente deixa a estrada. Então, surgem as pessoas, os cafés, as flores lilases de jacarandá, os porteños (residentes de Buenos Aires) caminhando com determinação diante das bancas de jornal, dos quiosques de doces e das belas fachadas de pedra dos prédios do início do século 20. Apesar da enormidade da capital – onde residem 30% da população do país –, os visitantes entendem facilmente o ritmo local. O verdadeiro choque, depois de conhecer a arte, a música, os cafés, as compras e a agitação da noite de Buenos Aires, acontece quando você sai de lá.

Com exceção de algumas cidades, como Rosário, Córdoba, Mendoza e La Plata, a Argentina é um tanto despovoada. Os centros populacionais são pequenos, e mesmo as capitais do interior podem ter ares hospitaleiros, de cidade pequena. Embora por si só já valham uma visita, servem muito bem como trampolim para se conhecer a maior atração da Argentina: a paisagem natural.

Das poderosas Cataratas del Iguazú, na região norte subtropical, ao desprendimento ensurdecedor do gelo do Glaciar Perito Moreno, no sul, a Argentina é uma vasta terra de maravilhas naturais. O país apresenta alguns dos mais altos picos dos Andes, muitos dos quais superam os 6 mil metros. É uma terra de áreas alagadiças que competem com o Pantanal brasileiro, extensos campos gelados na Patagônia, montanhas pintadas com cores rústicas, desertos pontilhados de cactos, frias florestas valdivianas, lagos glaciais, salares andinos, a espetacular Região dos Lagos, pinguins, flamingos, jacarés, capivaras e muito mais.

Mas a Argentina é cosmopolita, e as maravilhas naturais são apenas parte de uma equação complexa. Os visitantes também conhecerão um país em conflito consigo mesmo, com um grande potencial econômico, mas sem o total controle sobre o seu destino. A Argentina afunda em uma crise econômica a cada doze anos, frustrando seus cidadãos. Isso se expressou nos baixos índices de aprovação obtidos por Cristina Kirchner, a primeira mulher eleita presidente no país, que assumiu o cargo em 2007 (seguindo os passos de seu marido, Néstor Kirchner). Esse país enfrenta constantes crises – sem se esquivar. Os argentinos, de fato, possuem uma dose saudável de ceticismo, contrabalanceada por uma esperança de que o país irá, algum dia, se recuperar e deixar para trás a reputação de instável. Os viajantes que buscarem algo além do que o apresentado pelas agências de turismo encontrarão uma terra cheia de paixão e beleza, com pessoas cordiais, encantadoras, fascinadas pelos visitantes estrangeiros. Esse é um lugar pelo qual muitas pessoas se apaixonam assim que chegam.

Última atualização: 08 de Novembro de 2012

Dicas e artigos

  1. Plaza de Mayo

    Plaza de Mayo: história e atrações

    15 de Abril de 2015

    Plaza de Mayo: história e atrações

    Leia mais

  2. La Boca, em Buenos Aires

    Os destaques de Buenos Aires

    15 de Dezembro de 2015

    É uma metrópole surpreendente que parece um pouco com a Europa, mas com um afiado quê...

    Leia mais

Veja todas as dicas & artigos para Argentina