Arábia Saudita

Apresentando a Arábia Saudita

A Arábia Saudita é o último reino proibido do mundo e um símbolo de tudo o que é mais inexplicável para o ocidente: Oriente Médio, Islão, petróleo e terrorismo. Durante séculos o país foi considerado fechado para estrangeiros, penetrável apenas pelos mais bravos e aventureiros, como Richard Burton, TE Lawrence e Wilfred Thesiger, que arriscaram suas vidas para visitá-lo. Hoje, a Arábia Saudita continua a existir apenas no reino da imaginação para a maioria das pessoas, que ainda se deliciam com as histórias mirabolantes que envolvem o país. E apesar de tudo isso, o país está começando a abrir  suas portas para viajantes. Para aqueles que estão dispostos a “arriscar”, estão guardadas algumas boas surpresas, como a  Madain Saleh e o Norte. Conhecida como a Petra da Arábia Saudita, Madain Saleh é um dos locais mais mágicos e grandiosos do Oriente Médio, e estaria cheio de turistas se as pessoas tivessem mais informações sobre o local.

O Quarteirão Vazio é o maior mar de areia do planeta e possui dunas do tamanho de navios. O órix-árabe, um dos animais mais belos do mundo, também vive aqui. No extremo sul, está situada Najran, uma antiga parada para caravanas, onde um forte de tijolos se destaca entre as palmeiras e oásis. Na liberal e libertina cidade litorânea de Jeddah (como é vista pelos mais conservadores do reino) estão alguns dos melhores souqs do país e belas casas de coral, que já foram habitadas por mercadores abastados. No mar vermelho, estão inúmeras riquezas do país, com recifes que estão entre os mais intactos e espetaculares do mundo.

Mas o que é mais memorável para muitos é a tradicional hospitalidade beduína que, como as areias do Quarteirão Vazio, parecem nunca ter fim.

Última atualização: 14 de Outubro de 2014