América do Sul

Onde comer em América do Sul

‹ Anterior

de 2

  1. Bar Beirute

    Essa instituição de Brasília possui uma grande área exterior lotada de um público mais alternativo do que a maioria dos lugares da cidade. É um ponto GLS, mas também aberto a todos. Não há lugar melhor para uma Beira gelada – marca de cerveja de Beirute. Aqui também há comida do Oriente Médio.

  2. Bar Veloso

    Chegue cedo a este pequeno e fantástico boteco, a uma rápida caminhada da estação de metrô Vila Mariana. O público briga pelas poucas mesas e por uma das melhores caipirinhas da cidade, com sabores exóticos (jabuticaba, carambola com manjericão, tangerina com dedo-de-moça; R$15-19), além das coxinhas, chocantes de tão boas (R$20). O molho de pimenta caseiro é o melhor que provamos. Coloque seu nome na lista de espera por uma mesa, mas você vai provavelmente ficar bêbado e empanturrado antes de conseguir uma.

  3. Casa Cheia

    O nome da casa já diz tudo: se quiser tirar a prova, apareça em algum final de semana. Os fregueses formam uma longa
    fila à porta deste tradicional restaurante no Mercado Central, onde um grupo de mulheres prepara pratos típicos num gigantesco
    fogão. Dentre os pratos do dia, há uma insuperável feijoada.

  4. Casa de Taipa

    Esse restaurante muito popular, com telhado de palha, é especializado em pratos com a deliciosa tapioca e o cuscuz locais. As tapiocas têm recheios que vão de vegetais e queijos a carne-de-sol ou camarão. A porção de mini tapiocas (com oito) é um arraso. Chegue cedo para evitar filas.

  5. Chalé da Praça XV

    Localizada em uma agradável construção e rodeada por uma varada extensa, essa instituição de Porto Alegre é ultrabadalada. Uma ótima opção para os domingos.

  6. Choppão

    Ocupando um cruzamento inteiro, essa instituição de Cuiabá oferece grandes porções de carne para dois, todas acompanhadas com chope em canecas especialmente geladas.

  7. Coco Bambu

    Esse restaurante enorme e festivo parece um daqueles que serve um monte de coisas e – seria o esperado – nada muito bom. Mas não é o caso ali. O cardápio de 14 páginas inclui pizza, tapiocas, crepes, sushi e pratos regionais (além de almoço por quilo) – e tudo é excelente, num cenário de jardim tropical.

  8. Crocobeach

    Para uma experiência completa da Praia do Futuro, vá à mega barraca Crocobeach, com suas piscinas e música ao vivo nos finais de semana. É divertido e o bufê é excelente.

     

  9. D.O.M.

    O restaurante do célebre chef Alex Atala é pequeno e ilusoriamente casual, servindo uma das comidas mais finas de Sampa, o que diz muito do lugar. De fato, está em 6º lugar na lista S. Pellegrino World’s 50 Best Restaurants, de 2013, onde os gourmets o bajulam incansavelmente. Para uma refeição tipicamente brasileira, alguns dizem que esse é o lugar ideal, apesar de, pessoalmente, não termos ficado impressionados. É necessário fazer reserva.  

  10. Delírio Tropical

    O Delírio Tropical serve uma variedade tentadora de saladas, que ficam ainda mais saborosas acompanhadas de truta grelhada, salmão ao carpaccio, filé mignon e outros pratos. Na hora do almoço, o lugar fica lotado; convém chegar cedo.

  11. Espírito Santa

    O Espírito Santa fica numa mansão lindamente restaurada em Santa Teresa. Reserve uma mesa no terraço dos fundos, com fantástica vista para a cidade, ou então no charmoso e arejado salão da casa, e deleite-se com as carnes e frutos do mar do Nordeste e da Amazônia.

  12. Estadão

    Essa clássica lanchonete do centro serve refeições aos trabalhadores a qualquer hora, mas sua especialidade é o sanduíche de pernil, acompanhado de algum queijo de sua preferência (provolone!) e cebolas salteadas. É um das tradições gastronômicas imperdíveis de Sampa.

  13. Guaiamum Gigante

    Um boteco de luxo com vista para o mar que lota toda noite. O pátio externo fresco serve como um esconderijo decadente para beber,
    e você pode comer bons frutos do mar (pratos para dois R$55-98).

  14. Maní

    O Maní vai deixá-lo assombrado. Ao mesmo tempo rústico e chique, é tocado por um casal brasileiro/espanhol, e frequentemente tido como o melhor restaurante de comida brasileira de Sampa, e com razão. O inventivo ovo slow-cooked (1½ horas a 63°C) é o mais famoso prato, mas a desconstruída salada Waldorf e a batata frita caseira acompanhada de filé mignon são verdadeiros golpes culinários. Os pratos brasileiros contemporâneos podem ser saboreados melhor quando o seu paladar pode bancar o cardápio da estação com cinco pratos (R$160) ou a degustação (com/sem vinho R$450/310).

  15. Maria Mata Mouro

    O maravilhoso jardim e a sala de jantar elegante são ótimos cenários para saborear um dos melhores cardápios do Pelô. Você encontra clássicos baianos, frutos do mar frescos e pratos portugueses preparados com um toque gourmet, além de uma variada carta de vinhos e um bartender talentoso misturando coquetéis exclusivos.