América do SulDicas e artigos

Curtindo as Olimpíadas nas montanhas cariocas

Morro Dois Irmãos

Praia ou montanha? A preferência dos turistas no Rio de Janeiro pelas praias é indiscutível, mas o objetivo desta postagem é ampliar as opções de passeios e mostrar a capital carioca vista de cima, pelas montanhas. Ou seja: pra deixar um pouco de lado o banho de mar, abrir mão da caipirinha e se aventurar nas trilhas em meio à natureza. E a cidade, palco das Olimpíadas 2016, é terreno fértil para amantes de caminhadas – atividade perfeita para curtir os intervalos dos Jogos Olímpicos, além de ser boa opção para fugir dos tradicionais pontos turísticos.

Mas afinal, em qual trilha se aventurar? São dezenas de opções, a maioria com fácil acesso a partir do centro da cidade. Para facilitar sua escolha, elegemos três opções de trilhas fáceis e com paisagens espetaculares.

Calce sua bota, leve sua água e não se esqueça do protetor solar. Nada complicado para quem deseja contemplar as clássicas paisagens do Rio de Janeiro, não é mesmo?

Morro Dois Irmãos

A vista do Morro Dois Irmão é seguramente um dos cartões-postais mais belos do Rio de Janeiro. Está localizado na Zona Sul da cidade, mais precisamente na Favela do Vidigal, pacificada em 2012 e que se tornou um dos grandes pontos turísticos da capital. A comunidade é o local de início da trilha. Meios de transporte, como taxi e mototáxi estão disponíveis na entrada do Vidigal. Fácil de chegar. “ Tá aí um lugar que conquista o coração de quem até já visitou o mundo inteiro. Pegando um ônibus do centro da cidade, é só descer bem na entrada da vila. Como é comum o trânsito de pessoas por ali, os moradores também se prontificam a mostrar o início da subida. Uma trilha rápida e leve, mata aberta e com bastante sol. E, antes mesmo de bater o cansaço, já se está lá no topo admirando a vista e vislumbrando a lagoa em forma de coração. É uma sensação que conquista qualquer pessoa! ”, conta Luane Fonte, 28, bancária e carioca.

O tempo médio para fazer o percurso é de aproximadamente 45 minutos, e a distância não ultrapassa 2 km.

LEIA MAIS: Especial #RIO2016 - No topo do Vidigal

Morro da Urca

(Foto: Morro da Urca | Cris Stilben)

Indiscutivelmente, a trilha do Morro da Urca é uma das atrações ao ar livre mais procuradas do Rio de Janeiro. E, para quem gosta de trilha fácil e paisagem incrível, deve considerar fazê-la. “Ir à Urca, na minha opinião, é uma das melhores caminhadas da zona sul do Rio de Janeiro. A conservação do trajeto está cada vez melhor e, por estar localizada numa área militar, é um dos caminhos mais seguros da cidade. Não é à toa que a trilha vem atraindo cada vez mais turistas, inclusive famílias e crianças. ”, garante Thiago Villa Verde, 27 anos e blogueiro de viagem.

O trajeto tem menos de 2 quilômetros de extensão, e a caminhada dura aproximadamente 40 minutos que, como prêmio, oferece a fantástica paisagem da Baía de Guanabara. A trilha tem início na pista de caminhada Claudio Coutinho, no canto esquerda da Praia Vermelha. Fácil de achar. “A trilha se encerra na primeira estação do bondinho, no primeiro morro do Pão de Açúcar, mas não vá achando que é sem graça, a vista é deslumbrante! Ao chegar, é possível contar com uma boa infraestrutura para desfrutar com um lanche ou até aproveitar e subir o restante de bondinho para aproveitar mais ainda o passeio. Vá sem tempo para voltar, sente em um dos bancos e aproveite o local, mas se for descer pela trilha, tome cuidado com o anoitecer. ” Complementa Cris Stilben, 29 e blogueira de viagem.

Pedra Bonita

(Foto: Pedra Bonita | Gaia Vani)

Outra trilha leve e recomendada, é a trilha para a Pedra Bonita. Trata-se de um caminho tranquilo e sem grandes obstáculos. O trajeto está localizado dentro do Parque Nacional da Tijuca. “ A Pedra Bonita é uma trilha leve e perfeita para todas as idades. A vista é uma coleção de cartões postais: desde o Cristo Redentor ao fundo, até o Morro Dois Irmãos bem de frente, e a Pedra da Gávea bem ao lado. Não deixe de tirar foto com o "gigante da Gávea", um rosto esculpido no morro vizinho que gera ótimas brincadeiras para a fotografia. Outra sugestão é esticar um tapete de yoga e fazer uma saudação ao sol com a vista linda que só a Cidade Maravilhosa tem. ” Indica Gaia Vani, 24 e blogueira de viagem.

O percurso dura no máximo 40 minutos e seu início é na Estrada da Pedra Bonita, na bifurcação da Estrada das Canoas.

Conhecer todos os programas ao ar livre da grande capital carioca durante os Jogos Olímpicos é praticamente impossível, mas com essas dicas acima já é possível sentir o gostinho das montanhas do Rio de Janeiro. Vá e experimente! 

Artigo escrito por Rafael Kosoniscs do blog Seu Mochilão

Este artigo foi publicado em Julho de 2016 e foi atualizado em Julho de 2016.

América do Sul

Destaques