América do SulDicas e artigos

10 lugares no Brasil que você tem que visitar

Pão de Açucar

1. Pão de Açúcar, Rio de Janeiro

Depois de subir no morro, você nunca mais olhará para o Rio (ou para a sua cidade, que em comparação ficará sem graça) do mesmo modo. De lá do alto, a paisagem abarca morros verdes ondulantes e praias de areias douradas banhadas pelo mar azul, com fileiras de arranha-céus despontando pela orla. O percurso até lá é divertido: você é levado ao topo do morro em grandes teleféricos com janelas de vidro, os famosos bondinhos. Os mais aventureiros podem, ainda, escalar o paredão de pedra.

2. Cataratas do Iguaçu

Não importa quantas cachoeiras e quedas-d’água você já tenha visitado: as Cataratas do Iguaçu superam, de longe, qualquer idealização que se possa construir sobre cascatas em penhascos. O estrondo retumbante destas 275 quedas-d’água na fronteira entre Brasil e Argentina é capaz de impressionar o viajante mais indiferente. Ruidosas, furiosas, indomáveis e maravilhosas, as cataratas vão deixá-lo estupefato diante do poder absoluto da natureza.

3. Salvador

A capital mais afro-brasileira do país, Salvador é famosa pela capoeira, pelo candomblé, pelo Olodum, pela arquitetura colonial portuguesa, pelas comidas de rua de tradição africana e por possuir um dos mais antigos faróis das Américas. Hoje ela oferece uma fusão única de tais culturas vibrantes: a herança europeia e a africana. A música e a cena noturna animada atingem o clímax em fevereiro, mês em que Salvador promove um dos melhores carnavais do Brasil.

4. Ilha Grande

Por ser isolada, a Ilha Grande abrigou, durante décadas, uma penitenciária e um leprosário, por isso não teve investimentos em infraestrutura. Suas colinas e praias estão entre as mais bem preservadas do Brasil. Explore as trilhas na Mata Atlântica, pratique snorkeling e deleite-se nas cachoeiras. Inacessível por via terrestre, a ilha é um exemplo de preservação da Mata Atlântica, verdadeiro paraíso para amantes da natureza. Partindo do Rio de Janeiro, o percurso até lá pode ser feito em 1 dia.

Foto: ©Iuliia Timofeeva/Shutterstock

5. Ouro Preto

Subidas e descidas: assim são as ruas de Ouro Preto, com obras-primas do Barroco do século 18 nas igrejas. Admire as esculturas do Aleijadinho, saiba mais sobre o Chico Rei, herói de uma tribo africana, e contemple o ouro das igrejas. As procissões da Semana Santa estão entre as mais grandiosas do país.

6. Fernando de Noronha

Este arquipélago, formado por uma ilha de 10km de comprimento e por 20 ilhotas a seu redor, a 350km da costa de Natal, Rio Grande do Norte, contém tudo o que se espera de um destino de viagem tropical: paisagens impactantes, lindas praias, os melhores locais para mergulho e snorkeling, surfe, trilhas ecológicas, natureza abundante, bons hotéis e restaurantes. E sem ser lotado: o número de visitantes à ilha é limitado por questões de impacto ambiental. A viagem é cara, mas valerá cada centavo que você estiver disposto a gastar.

7. As cervejas de Blumenau

Poucos lugares no mundo dão a chance de observar a natureza selvagem como o Pantanal. De capivaras a cegonhas, a fauna é abundante, e está sempre à vista. Há milhões de motivos para não perder esta experiência ecológica, entre eles o fato de não haver lugar melhor, em toda a América do Sul, para ver a arredia onça-pintada!

8. Pantanal

Embora não estejam entre as mais populares, as melhores cervejas do país são as produzidas na Grande Blumenau. Assim como a (outrora artesanal) Einsenbahn, as excelentes marcas artesanais como Schornstein Kneipe, Bierland e Das Bier, estão concentradas na mesma região

Foto: ©Eric Goy/500px

9. Passeios pela floresta

O melhor motivo para visitar a Amazônia é entrar na floresta. Andar de canoa por veios d’água, caminhar por trilhas cercadas pela mata, observar macacos, bichos-preguiça e outras criaturas nas copas de árvores… Para visitar a maior e mais famosa floresta do mundo há diversas excursões e turistas: desde os que fazem caminhadas amenas até os que preferem escalar árvores de 50m; desde os que exigem hotéis luxuosos aos que encaram campings na floresta. Com certeza, há um passeio pela Amazônia adequado para você. Acima: canoagem, rio Solimões 

10. A noite de São Paulo

Em pé de igualdade com o ritmo louco de Nova York, o modernismo de Tóquio e os preços de Moscou, mas superando todas em opções culturais, a cidade de São Paulo é lar de 20 milhões de pessoas, além de quase 30 mil restaurantes, bares e casas noturnas disponíveis. Dos points voltados para gourmets nos bairros de Itaim Bibi e Jardins, aos alternativos programas da Baixo Augusta, passando pelos bares da Vila Madalena, você tem à disposição uma avalanche de petiscos, bebidas e baladas que, na maioria das noites, só termina ao amanhecer. Saúde!

Este artigo foi publicado em Abril de 2016 e foi atualizado em Abril de 2016.

América do Sul

Destaques