América do NorteDicas e artigos

O melhor dos EUA em 2015

Queens, Nova York

Com 50 estados, 14 territórios e incontáveis destinos em constante mudança para viajantes curiosos, escolher para onde ir de férias nos EUA pode ser um desafio. Por sorte, adoramos um bom desafio de viagem.

Washington, DC e Rocky Mountain National Park foram recomendados no Lonely Planet’s Best in Travel 2015, mas não podemos falar apenas destes dois. Como nos anos anteriores, aproveitamos a experiência dos autores e editores norte-americanos da Lonely Planet para chegar aos 10 melhores destinos americanos preparados para uma visita em 2015.

A lista 2015 de Melhor dos EUA inclui uma mistura de destinos em evidência, de destinos antigos e consagrados com novos destaques e lugares preparados para brilhar.  E esperamos que você goste de comer e beber, pois o país todo parece desfrutar atualmente de um renascimento da comida local. Não importa a sua preferência em viagens, estes destinos certamente satisfarão o seu apetite para o próximo ano.

 

1. Queens, Nova York

Ponte Queensboro, que leva ao Queens
Foto por: John Anderson/iStock/ThinkStock

 

O Queens, maior bairro de Nova York, está também se tornando rapidamente o bairro mais descolado, mas a maioria dos viajantes não percebeu isso ainda. Com microcervejarias surgindo, novos hotéis boutique, uma beira-mar reinventada em Rockaway, uma cena artística internacional e uma cultura global de alimentação, 2015 é o ano para conhecer o Queens.

Lugar nenhum representa a imagem de Nova York como o mais verdadeiro caldeirão global do que o Queens. Conheça a maior Chinatown de Nova York, em Flushing, compre saris brilhantes e coloridos em Jackson Heights e sinta os aromas inebriantes de café e narguilé em Astoria. A lista incomparável de cozinhas internacionais faz do Queens um destino para os amantes da gastronomia de todas as partes de Nova York.

Para sua paixão por arte, admire as novidades no Queens Museum e no Museum of the Moving Image, confira o novo Emerging Artists Festival (conceptionevents.com) realizado em Long Island City e passeie pelo novo distrito artístico de Astoria (kaufmanartsdistrict.org) ao longo de suas 24 quadras. Se você prefere areia e surfe, siga para Rockaway. Não perca a cena gastronômica sensacional que surgiu em torno do calçadão - não se trata de comida de rua de baixa qualidade: pense em tacos suculentos de peixe, pizzas assadas em forno à lenha e bares especializados em vinho.

 

2. Western South Dakota

Com uma combinação de grande beleza natural, charme peculiar de cidade pequena, sítios culturais nativos americanos e alguns bustos presidenciais gigantescos e famosos esculpidos em uma montanha, é difícil encontrar outro lugar que pareça mais com a América do imaginário comum do que Western South Dakota.

2015 é o 50º aniversário do Custer State Park Buffalo Roundup, a chance de cowboys e cowgirls mostrarem suas habilidades quando levam os 1400 búfalos do parque para as pastagens de suas invernadas. O Oglala Sioux e o National Park Service estão trabalhando para criar o primeiro parque nacional tribal do sul de Badlands, com o objetivo de trazer de volta os búfalos para as pastagens onde ruminavam muito antes dos humanos se estabelecerem na área.

Um rebanho ainda maior e mais barulhento se reunirá em 2015 para o 75º aniversário do Sturgis Motorcycle Rally, o maior encontro anual amador de motocicletas no mundo. Mais de 500.000 pessoas se reúnem todo mês de agosto, e o rali 2015 é a desculpa perfeita para concentrar sua Easy Rider e seguir em uma viagem de motocicleta estrada afora.

 

3. Nova Orleans, Louisiana

Clima boêmio no bairro French Quarter
Foto por: 
Natalia Bratslavsky/iStock/ThinkStock

 

Após o furacão Katrina, o futuro de Nova Orleans era incerto. Uma década mais tarde, tudo está mais claro: The Big Easy está de volta e próspera. Com uma mistura de história remodelada e novidades, a cidade tem uma série de novas opções para os viajantes - tudo com características de Nova Orleans.

Em uma região que sempre se orgulhou de suas tradições culinárias locais e coquetéis, Nova Orleans não perdeu o ritmo. Os chefs de Nova Orleans brilharam na premiação James Beard este ano e bares como o Twelve Mile Limit estão se especializando no ofício dos coquetéis, fazendo malabarismos em clássicos, usando produtos produzidos localmente, tais como o bom e velho Nova Orleans Rum e o Huhu’s Ginger Brew. Depois do jantar e de uma bebida, siga para a St Claude Avenue e confira as novidades da vida noturna eclética, do cabaret ao gypsy jazz, punk rock e bounce, o hip-hop local dançante de Nova Orleans.

O amor de Nova Orleans pelo espírito de celebração é triunfalmente exibido todo fim de semana (exceto durante a alta temporada de verão) no Second Lines (wwoz.org), desfiles populares são realizados pelos Social Aid & Pleasure Clubs e suas respectivas bandas de metais que marcham pela cidade.

 

4. Região do rio Colorado

Já sonhou em fazer rafting no rio Colorado? Com uma proposta controversa de desenvolvimento em larga escala na confluência dos rios Colorado e Little Colorado - com hotéis, uma gôndola e muito mais – sem contar a diminuição das chuvas e o sempre crescente tráfego sobre o viaduto de excursões turísticas, agora é a hora. Cerca de 140 anos se passaram desde que John Wesley Powell relatou a primeira descida do rio, a descida pelo mais longo trecho de rio navegável dos EUA tornou-se uma das experiências de viagem de aventura mais icônicas daquele país - e que pode não durar para sempre.

Começando no seu homônimo Colorado, o rio nasce como um fio de água no Rocky Mountain National Park, um paraíso para quem gosta de trilhas. Em Utah, ele corre pelo Arches National Park e pelo Canyonlands National Park. Localizada entre os dois parques, a cidade de Moab é o ponto de encontro para aventuras no deserto, com lendários circuitos de mountain bike, trilhas nos canyons e rafting no rio. No Arizona, o trecho de 280 milhas de Lee’s Ferry até Lake Mead passando pelo Grand Canyon, tem 98 corredeiras, praias arenosas e ruínas antigas. O National Park Service restringe o número de pessoas permitido na água, por isso os praticantes de rafting podem experimentar o curso sinuoso do rio em relativa tranquilidade.

Flagstaff, muitas vezes tratada como apenas uma parada no caminho para o Grand Canyon, merece uma conferida por causa de sua Flagstaff-Grand Canyon Ale Trail para trilheiros amantes da cerveja e, por ser a primeira cidade a ser designada International Dark Sky City, muitas opções de ponto de observação de estrelas.

 

5. North Conway, New Hampshire

Charmosa ponte coberta em North Conway
Foto por: 
AlbertPego/iStock/ThinkStock

 

Se você estiver em New England e duas estradas bifurcarem em uma placa amarela, escolha a estrada que leva a North Conway, a pitoresca vila celebra seu 250º aniversário em 2015 juntamente com várias vilas vizinhas. North Conway é a típica cidadezinha de New England, com pontes cobertas, B&Bs antigas e passeios de canoa tranquilos. No outono, quando a cidade resplandece em cores, os visitantes podem apreciar as folhagens decorativas tanto na famosa Kancamagus Highway quanto subir a bordo do Conway Scenic Railway.

Assim que você estiver estufado de sidra de maçã, donuts e xarope de bordo, North Conway ajudará você na missão de gastar tudo isso: essa cidade tem também as melhores estações de esqui de New England, quilômetros de trilhas para caminhadas e ótimos destinos para escalada nas White Mountais. Nunca escalou rochas antes? Não se preocupe – North Conway é o lugar perfeito para aprender a lidar com as cordas. Os profissionais sobem pela face do penhasco da Catedral Ledge, mas o fornecedor de equipamentos local, International Mountain Equipment (ime-usa.com), recebe os recém-chegados com instruções e populares acampamentos de escalada no verão para as crianças.

 

6. Indianápolis, Indiana

Prepare-se para ser surpreendido por Indianápolis. Em uma viagem a Indianápolis hoje, você pode beber hidromel, entreter as crianças em museus internacionais, comer alimentos cultivados em microfazendas locais, datilografar algum recadinho na máquina de escrever de Kurt Vonnegut, no Kurt Vonnegut Memorial Library (cuidado com o que você digita - é tweetado ao vivo), e depois correr para jogar jogos de computador com macacos curiosos no novo International Orangutan Center do Indy Zoo (indianapoliszoo.com).

Indianápolis tem também um caso de amor de longa data com carros. A recém-aberta Dallara IndyCar Factory (indycarfactory.com) permite que você assuma o volante em simuladores de direção bem realistas Para aproveitar o melhor, siga para a Indianapolis Motor Speedway que fica bem próxima (indyracingexperience.com) para dar uma volta em alta velocidade nesta lendária pista com um piloto de IndyCar de verdade ao volante. Se suas preferências automotivas são um pouco mais ecológicas, o maior programa de compartilhamento de carros elétricos dos EUA, BlueIndy (blue-indy.com) será lançado em 2015.

Completando 90 anos este ano, o gigantesco Children’s Museum of Indianapolis (childrensmuseum.org) é o maior museu do mundo somente para crianças, tem tudo, desde um carrossel vintage até uma enorme coleção de dinossauros. No Rhythm Discovery Center as crianças vão adorar passar por vários instrumentos de percussão do mundo, enquanto os adultos tem a chance de experimentar uma bateria completa em um estúdio.

 

7. Greenville, Carolina do Sul

Vista estonteante de Table Rock
Foto por: jrayupchurch/iStock/ThinkStock

 

Com as Blue Ridge Mountais em seu quintal, a aventura ao ar livre é um dos principais atrativos de Greenville, e ela começa já na cidade no Falls Park, no rio Reedy (fallspark.com). As margens do rio Reedy já estiveram repletas de moinhos, fábricas de têxteis e armazéns. Hoje, trilhas e jardins convidativos saúdam os visitantes, levando à revitalizada Main Street, com lojas, bares com cerveja artesanal e uma diversidade de restaurantes internacionais.

Museus se amontoam em Heritage Green, a oeste da Main Street. Obras de Andrew Wyeth e do artista da Carolina do Sul, Jasper Johns, são destaque no Greenville County Museum of Art (gcma.org) e as famílias podem visitar o The Children’s Museum of the Upstate (tcmupstate.org), bem próximo dali. A arte pública está espalhada pela Main Street com as pequenas estátuas de bronze de “Mice on Main” que reproduz uma caça ao tesouro.

O programa de compartilhamento de bicicletas B-Cycle de Greenville (greenville.bcycle.com) permite que os viajantes passeiem pela extensa rede de trilhas e estradas da cidade. Pegue uma bicicleta e siga por uma antiga ferrovia desativada ao longo da GHS Swamp Tabbit Trail (greenvillerec.com), que ainda está em expansão, seguindo o rio Reedy. Para viagens diurnas, seis parques estaduais podem ser facilmente visitados saindo da Cherokee Foothills Scenic Highway (scenic11.com). Quem gosta de trilhas procura a famosa vista de cima da Table Rock Mountain e o Caesars Head State Park (southcarolinaparks.com) onde se reúnem observadores de pássaros de setembro a novembro para anual Hawk Watch (gcbirdclub.org).

 

8. Oakland, Califórnia

Enquanto os preços disparam para a estratosfera em São Francisco, tudo o que é legal, artístico e peculiar se mudou para o leste da Baía para encontrar um lar na mais acessível Oakland. A casa da Lonely Planet na costa oeste desde os anos 1980, temos apreciado os encantos de Oakland há muito tempo como moradores e vimos em primeira mão como ela cresceu, prosperou e tornou-se assim um destino atraente para os viajantes.

Oakland tornou-se uma incubadora para restaurantes aventureiros, desde o estrelado Michelin e avant-garde Commis até a comida caseira artesanal com toques modernos do Brown Sugar Kitchen (alguém a fim de frango frito com buttermilk, waffle de milho e xarope de cidra de maçã?) O amor pela comida continua aos sábados no mercado semanal Grand Lake Farmer, uma feira de produtos temática na ponta do lago Merritt, bem como a anual Eat Real Fest (eatrealfest.com) na encantadora orla de Jack London Square.

Na primeira sexta-feira de cada mês, o Oakland’s Art Murmur (oaklandartmurmur.org) é um evento cultural imperdível, onde as galerias abrem suas portas e os moradores locais passeiam pelas ruas cheias de food trucks, exposições ao ar livre e uma vibe de festival. Explorando de bicicleta? Pedale pela recém-inaugurada ciclovia da Bay Bridge, onde você pode se aventurar na nova extensão da Bay Bridge.

 

9. Duluth, Minnesota

Farol no Lake Superior, em Duluth
Foto por: 
MYDinga/iStock/ThinkStock

 

Mais de 150 atletas olímpicos saíram de Duluth e uma visita lhe mostrará o porquê. Com trilhas para todas as direções, ondas do Lake Superior que batem em uma das laterais e encostas cobertas de neve do outro lado, Duluth surgiu como principal local para atividades ao ar livre no Centro-Oeste americano. A Superior Hiking Trail (shta.org) tem 290 milhas e abraça o lago de Duluth em rota para o Canadá, passando por cachoeiras, mirantes de rochas avermelhadas e ocasionalmente alces. Sem sequer sair da cidade, o sonho de todo mountain biker (e snowshoer) – conhecido como Duluth Traverse (coggs.com) – está em obras, ligando várias trilhas existentes para cobrir as 26 milhas da cidade.

Highway 61 Revisited, o álbum clássico do menino nascido em Duluth, Bob Dylan, completa 50 anos em 2015.  Antes de deixar Duluth, os fãs podem fazer visita ao local onde ele nasceu e, depois, seguir pela própria 61, a lendária rodovia do Blues que se estende até outra cidade nesta lista: Nova Orleans. Alguém topa uma viagem ao estilo Dylan?

 

10. Região de Mount Shasta, Califórnia

O vulcão coberto de neve Mount Shasta é uma imagem montefujiana marcante no horizonte de um dos cantos menos conhecidos da Califórnia. Os nativos americanos da região o veem como o centro da criação e ele ainda é um lugar profundamente espiritual para muitos. Ao vê-lo pela primeira vez, o famoso naturalista John Muir disse: “... então meu sangue se transformou em vinho e eu não me senti mais cansado”.

Mt Shasta City fica logo abaixo do vulcão, cheia de pousadas e B&Bs, cafés, galerias e uma mistura confortável de velho e novo, é uma base excelente para explorar a área. A pé, os trilheiros podem subir as muitas trilhas do Mt Shasta no verão para apreciar a vista de outros picos nas proximidades, incluindo Mt Lassen, o outro vulcão próximo.

Chegar ao pico é algo apenas para trilheiros experientes, mas outras trilhas de todos os níveis aguardam nas proximidades, incluindo o acesso à Pacific Crest Trail, que atravessa o Castle Crags State Park. Em torno da montanha fica uma série de lindos lagos alpinos incluindo Lake Siskiyou, Lake Shastina e o incrível Castle Lake.

Na pequena cidade ferroviária e histórica de Dunsmuir você pode encontrar a boa cozinha californiana no Café Maddalena, microcervejarias e outras delícias. Para o leste, a histórica cidade de McCloud e seu moinho é um recanto arborizado com hotéis aconchegantes, muitas trilhas próximas e o McCloud Dance Country, onde você pode mostrar suas habilidades de dança em público (ou aprender alguma coisa).

 

Caso decida se aventurar por lá, não esqueça o Descubra os Estados Unidos!

Este artigo foi publicado em Maio de 2015 e foi atualizado em Maio de 2015.

América do Norte

Destaques