América do NorteDicas e artigos

Flórida: as cidades e atrações que você não pode perder

Parque de diversões na Flórida

Abençoada pelo sol quase o ano todo, a Flórida é uma península subtropical cativante, famosa pelas praias de areia branca, águas verde-azuladas e pôr do sol ardente. Surreal, chamativa e sempre em festa, é um estado cheio de maravilhas, com pântanos e fantasia, encantos volúveis, crocodilos, sereias, Mickey Mouse e o playground hedonista das celebridades. As lindas praias da Flórida são seu cartão de visitas e você poderia visitar uma por dia, que ao fim de um ano não teria visto todas. Mas o estado tem muito mais: os pré –históricos Everglades, com sua estonteante vida animal e vegetal, os fantásticos parques temáticos de Orlando... Por sua ampla variedade de ofertas a Flórida abriga todo tipo de pessoa: cubanos, aposentados, pescadores, ambientalistas, cristãos radicais e artistas de circo contribuem para uma paisagem em constante mudança.

 

Orlando

O centro de Orlando é a cara da Flórida, mas os parques temáticos se espalham pela cidade
Foto por: Paul Woodson/iStock/ThinkStock

 

Como Las Vegas, Orlando é quase inteiramente entregue à fantasia. É o lugar ideal para ir quando quiser se imaginar em outro universo: Hogwarts, talvez, ou no Castelo da Cinderela, no mundo do Dr. Seuss, ou mesmo em um safári. Ainda há, porém, uma cidade de verdade para se explorar, com parques arborizados e natureza diversificada, museus de arte, orquestras, lanchonetes e programas que não incluem cumprimentar o Pateta.O moderno Thornton Park tem muitos restaurantes e bares, enquanto Loch Haven Park abriga um conjunto de instituições. O moderno Thornton Park tem muitos restaurantes e bares, enquanto Loch Haven Park abriga um conjunto de instituições culturais. Como um verdadeiro parque temático, o International Dr (I -Dr) tem atrações igualmente emocionantes. Espalhadas em meio ao parque principal e aos parques aquáticos, atrações menores imploram por atenção: “Ripley’s believe it or not”, o invertido WonderWork e uma experiência de paraquedismo indoor. Redes de restaurantes e hotéis também lotam a rua.

Universal Orlando Resort
A Universal está incomodando a Disney com esse mega complexo que inclui dois parques temáticos, um parque aquático, três hotéis e o Universal CityWalk, um distrito de entretenimento que interliga os dois. Mas se o Disney World é feliz e mágico, o Universal Orlando faz a adrenalina ir às alturas, com brinquedos radicais e shows divertidos.

O primeiro parque, Universal Studios, tem um ar de bastidores de Hollywood e simuladores dedicados à televisão e ao cinema, dos Simpsons Shrek ao O retorno da múmia Twister. As Islands of Adventure da Universal são legais para os amantes do mar, mas também há opções para as crianças menores no Toon Lagoon e em Seuss Landing.

O grande destaque – e a melhor atração de Orlando desde o Castelo da Cinderela – é o Wizarding World of Harry Potter. Localizado nas Islands of Adventure, é sem dúvida a experiência temática mais fantástica da Flórida. “Trouxas” (os não bruxos) são convidados a andar pelas ruas de paralelepípedo e prédios tortos de Hogsmeade, experimentar a cerveja amanteigada e enviar uma carta pelo correio‑coruja, tudo à sombra do Castelo de Hogwarts. Os detalhes e a autenticidade têm um toque de fantasia em todos os cantos, dos gritos das mandrágoras nas vitrines aos gemidos da Murta Que Geme no banheiro; fique esperto para ver toda a mágica. Analise as opções de ingressos on-line, que podem incluir bônus como o Express Plus, que evita filas e oferece refeições; hóspedes do resort têm vantagens.

 

Miami

Alguma outra paisagem poderia representar melhor a Flórida?
Foto por: Meinzahn/iStock/ThinkStock

 

Miami tem um ritmo diferente de qualquer outro lugar dos EUA. Tons pastéis, beleza subtropical e sensualidade latina estão em toda parte: dos salões de dança repletos de charutos onde expatriados dançam son e boleros às boates exclusivas, onde modelos brasileiras de salto agulha dançam hip‑hop latino. Quer você vá encontrar artistas de galeria moderninhos ou exibir seus músculos, corpos perfeitos se reclinam sobre South Beach, todo mundo com pose de artista. Enquanto isso, vendedores de rua e restaurantes oferecem sabores do Caribe, Cuba, Argentina e Haiti. Para viajantes, a cidade pode ser tão intoxicante quanto um copo de mojito.

Miami Beach
Miami Beach tem algumas das melhores praias do país, com areia branca e água quente, rivalizando com as Bahamas. Aquele filme na sua cabeça de hotéis art déco, modelos de patins, garanhões enfeitados e carros antigos? É a Ocean Dr (das ruas 1st até 11th), onde a praia é só um pano de fundo para os “pavões”. Essa confluência de ondas, sol e beleza exibicionista é o que torna South Beach (ou SoBe) mundialmente famosa. Apenas alguns quarteirões ao norte, a Lincoln Rd (entre Alton Rd e Washington Ave) torna-se um calçadão, ou um desfile de moda a que todos podem assistir.

 

Everglades

No Everglades National Park você encontrará aventuras e (muita!) beleza
Foto por: Henryk Sadura/Hemera/ThinkStock

 

Ao contrário do que você deve ter ouvido falar, Everglades não é um pântano. Ou pelo menos não é apenas um pântano. É melhor caracterizada como uma pradaria úmida – campos que tendem a estar encharcadas quase o ano todo. Também não é estagnado. Na estação das chuvas, um larguíssimo rio rasteja lentamente sob a vegetação revolta e ao redor dos ciprestes e das árvores de madeira‑de‑lei, rumo ao oceano. Everglades de fato está cheio de jacarés – e talvez tenha corpos, como em CSI: Miami. Mesmo assim, sua beleza não é medida em termos de medo ou dramas geológicos, mas na batida de asas lenta e eterna da grande garça-azul que desliza em seu vasto domínio. É sempre melhor explorar Everglades a pé, de bicicleta, canoa, caiaque do que com o barulhento e tremulante airboat. Há uma incrível variedade de criaturas maravilhosas para se ver nesse singular hábitat subtropical, e há entradas acessíveis que, após algumas horas, conduzem com facilidade até o coração da região.

Everglades tem duas estações: o verão úmido e o inverno seco. O inverno – de dezembro a abril – é a melhor época para visitar: o clima é ameno e agradável e a vida selvagem é visível e abundante. No verão úmido – de maio a outubro – a região fica cheia de mosquitos e o tempo é quente e sufocante, com frequentes temporais à tarde. Além disso, conforme as fontes de água se espalham, os animais também se dispersam.

Everglades National Park
O parque tem três entradas e áreas principais: no sul, ao longo da Rte 9336 passando por Homestead e Florida City até Ernest Coe Visitor Center e, no fim da estrada, Flamingo; pela Tamiami Trail/Hwy 41 ao norte até Shark Valley; e na Gulf Coast, perto de Everglades City. As principais entradas do parque têm centros de visitantes, onde você pode conseguir mapas, autorização para acampar e informações. Você só precisa pagar a taxa de entrada (por carro/pedestre $10/5 por sete dias) para ter acesso a todos os pontos.

 

Key West

Key West é o destino perfeito para uma temporada relaxante
Foto por: ventdusud/iStock/ThinkStock

 

Antes de 1912, quando Henry Flagler concluiu a ferrovia que ligava Keys ao continente, essa rede de ilhas de duzentos quilômetros era apenas uma série de solavancos de terra acessíveis apenas por barco. A ferrovia de Flagler foi destruída por um furacão em 1935, mas o que permaneceu de suas pontes permitiu que a Overseas Hwy fosse terminada em 1938. Hoje, filas de viajantes vêm do continente para aproveitar as sedutoras águas verdes, o estilo de vida descontraído, a ótima pescaria e os mergulhos idílicos.

A vibe alegre e descontraída de Key West atrai artistas, renegados e pessoas de espírito livre há muito tempo. Nas palavras de um local: “É como se tivessem balançado os Estados Unidos e todas as nozes tivessem caído aqui embaixo”. Parte desse jeito tem a ver com a geografia de Key West: mal se conecta aos EUA – fica mais próxima de Cuba do que o resto do país. Há apenas uma estrada, que vai do nada a lugar nenhum. Em outras palavras, é um bom lugar para relaxar. A ilha tem uma história longa e colorida que envolve piratas, tesouros naufragados, lendas da literatura e fantasmas. Atualmente, porém, as pessoas vão para Key West para aproveitar o sol, o clima agradável e tomar umas e outras. Elas ouvem histórias do passado. Nadam de snorkel na água cristalina e acertam seus relógios para “a hora da ilha”.

As famosas casas coloridas de Key West também dão um charme especial ao lugar
Foto por: AdrianPope/iStock/ThinkStock

 

Mallory Square
O pôr do sol na Mallory Sq, no fim da Duval St, é uma bizarra atração de primeira classe. Ela junta todas as energias, subculturas e esquisitices da vida de Keys – hippies, caipiras, estrangeiros e turistas – e as reúne em uma festa de rua à luz de velas, muito animada (mas também muito familiar).

Fort Zachary Taylor
Key West tem três cidades praianas, mas elas não são especiais; a maioria das pessoas vai para Bahia Honda. Sendo assim, Fort Zachary Taylor tem a melhor praia de Key West, com areia branca, boa para nadar e nadar com snorkel perto da costa; é ótima para contemplar o pôr do sol e fazer piqueniques.

 

Key Biscayne

O Cape Florida Lighthouse é um dos destaques de Key Biscayne
Foto por: Shackleford-Photography/iStock/ThinkStock

 

Se não for para Florida Keys, vá para Bill Baggs Cape Florida State Park (www.floridastateparks.org/capeflorida) para ter o gostinho de seus ecossistemas insulares únicos. Com 494 hectares, é um emaranhado de fauna tropical e manguezais escuros, conectados por trilhas de areia e passarelas de madeira, e cercado por quilômetros de oceano. Uma barraca autorizada aluga caiaques, bicicletas, patins, cadeiras de praia e guarda -sol. No extremo sul, o Cape Florida Lighthouse, farol de 1825, oferece tours grátis às 10h e às 13h, de quinta a segunda.

 

Esta matéria faz parte do Guia Descubra os Estados Unidos, da Lonely Planet. Vai visitar a Flórida e quer o guia ideal como companhia? A Lonely Planet Brasil está produzindo o Descubra a Flórida, com lançamento previsto para o segundo semestre de 2015. Fique ligado!

Este artigo foi publicado em Março de 2015 e foi atualizado em Março de 2015.

América do Norte

Destaques