América Central

Bob Marley Museum

Resenha da Lonely Planet

Para muitos, a Jamaica é sinônimo de reggae e de Bob Marley. A grande casa colonial onde ele viveu e gravou desde 1975 até sua morte, em 1981, é a atração mais visitada da cidade. A construção é protegida por um muro pintado e adornado com fotos e murais rastafáris, inclusive um com seus sete filhos homens. Os discos de ouro e platina de Marley (Exodus, 1977; Uprising, 1980; e Legend, 1984) também estão expostos nas paredes, junto de mantos religiosos rastafáris.