América Central

Onde comprar em América Central

‹ Anterior

de 2

  1. Cave Shepherd

    A imensa loja oferece rum a bons preços e uma seção de suvenires de qualidade. Há acessórios para máquinas fotográficas e uma boa seção de livros, com grande seleção de literatura caribenha e internacional, além do Sunday Times, do Reino Unido. O Balcony Restaurant é o favorito dos locais para o almoço.

  2. Centro Cultural Antiguos Almacenes de Deposito San José Arte

    Em novembro de 2009, o mercado de artesanato a céu aberto de Havana mudou-se para um galpão de um velho estaleiro
    localizado na Av. del Puerto. Deixe seus ideais socialistas na porta, pois lá dentro há uma colmeia de livre comércio – o que é bastante raro de se ver em Cuba. Possíveis suvenires incluem pinturas, camisas guayabera, esculturas de madeira, objetos de couro, joias e inúmeras referências a Che.

  3. Cloister Bookstore

    Oferece literatura local e internacional, além de bestsellers.

  4. Compras

    A seleção de lojas na pequena extensão de Kaya Grandi não é significativa, mas é boa. Bonaire ainda tem muitas lojas locais interessantes e butiques que não fecharam por causa dos freeshops. O mercado de vendedores e artesãos (Plaza Wilhelmina), que funciona quando os navios estão no porto, ainda vende arte local. Há petiscos locais, como o pastechi.

  5. Galería Namu

    Essa galeria de comércio justo reúne obras de arte e artigos culturais de várias etnias regionais, como máscaras boruca, cestas wounaan, bonecas guaymí, canoas bribrí, cerâmicas chorotega, tradicionais tapetes huetar e artesanato urbano atual e afro‑caribenho. Também organiza visitas a territórios indígenas remotos em várias partes da Costa Rica.

  6. Gallery of West Indian Art

    No subúrbio de Catherine Hall, a melhor galeria da cidade vende obras de arte originais e artesanato de outras partes do Caribe, telas cubanas, animais de madeira pintados à mão, máscaras e joias. A maioria dos itens está à venda.

  7. J Astaphan & Co

    É o lugar para comprar guloseimas, ingredientes para o jantar ou rum a preço local. Há uma loja de departamentos no andar de cima.

  8. Jamaica Agricultural Society Shop

    Desde 1895, essa organização representa a causa dos pequenos produtores da Jamaica. Compre aqui mel local, temperos e o concorrido café Blue Mountain a preços bem razoáveis.

  9. Librería Argosy

    Uma livraria e instituição cultural cujo dono é um imigrante grego super simpático.

  10. Market

    Perto do Floating Market, esse grande mercado em formato de Ovni vende utensílios domésticos, lanches, vegetais, ervas medicinais e muito mais a ótimos preços. Ainda é um dos centros da vida em Willemstad.

  11. Mercado Municipal

    Bananas, laranjas-lima, mangas, berinjelas – você encontrará muitas delas nesse mercado coberto. Procure produtos exóticos, como o abacaxi preto, as flores avermelhadas de vinagreira, ricas em antioxidantes, e cachos de tamarindo preto. O busto pintado do lado de fora do mercado retrata Sir Vere Cornwall Bird. Permita que seu faro o leve até o mercado de peixe do outro lado da rua, próximo à rodoviária. Se você pedir, os vendedores podem fatiar o seu peixe.

  12. Mercado Nacional de Artesanías

    Um excelente lugar para comprar souvenirs inesquecíveis.

  13. Pelican Craft Village

    Esse complexo de galerias e ateliês, entre o centro da cidade e o terminal de cruzeiros, exibe os trabalhos de diversos artistas locais. O Barbados Arts Council (Conselho de Artes de Barbados – www.barbadosartscouncil.com) possui uma loja no local, com trabalhos de mais de cem de seus membros.

  14. Prince George Wharf

    O histórico cais de navios de cruzeiro, ao norte da Rawson Sq. e da Bay St., é a porta de entrada de Nassau para mais de 1 milhão de visitantes por ano. Na frente do cais, há o agitado Woodes Rogers Walk; com fileiras de barracas de suvenires, restaurantes fast-food, o Junkanoo Expo (BS$2) oferecendo exposições de máscaras e fantasias, e uma barraca coberta em que charretes aguardam clientes.

  15. Prince George Wharf Nassau

    O histórico cais de navios de cruzeiro, ao norte da Rawson Sq. e da Bay St., é a porta de entrada de Nassau para mais de 1 milhão de visitantes por ano. Na frente do cais, há o agitado Woodes Rogers Walk; com fileiras de barracas de suvenires, restaurantes fast-food, o Junkanoo Expo (BS$2) oferecendo exposições de máscaras e fantasias, e uma barraca coberta em que charretes aguardam clientes.