África

Atividades em África

de 2

Próxima ›
  1. Nxuma Adventure Safaris

    Passeios de mokoro e outros barcos pelo Okavango, assim como passeios guiados a pé; contato com Oscar.

  2. Observação de vida selvagem

    Caçadas diurnas começam no Chelinda Camp ou no lodge da Wilderness Safaris às 8h toda manhã. Os roteiros mais empolgantes são os noturnos, com 40% de chance de seu guia avistar leopardos. Beberique uma Carlsberg enquanto desfruta do céu estrelado sobre a Landcrusier sem capota e observa os animais aparecerem – inesquecível! Observar a vida selvagem é bom o ano inteiro, mas em julho e agosto o tempo frio leva os animais a terras mais baixas. Observar
    pássaros é especialmente interessante entre outubro e abril, quando as aves migratórias estão em movimento

  3. Passeios de barco

    Moremi é o ponto de partida de maravilhosas excursões de barco para o delta. Apesar de passeios de mokoro serem possíveis, a maioria do que se oferece são barcos abertos a motor. Mais píeres surgem a cada ano e, no momento em que este guia foi escrito, havia dois na região de Xakanaxa com um outro ainda na Mboma Boat Station na Mboma Island. Os preços vão de P520/544/627 por hora por uma lancha de 8 /12 /16 lugares.

  4. Pesca/Canoagem

    A pesca e a canoagem no rio Zambezi são experiências de tirar o fôlego (leia‑se: coração na boca). Para os mais corajosos: marque uma viagem às famosas Chitake Springs – essas nascentes isoladas têm camping apenas com reserva, e são conhecidas pelo número de leões que circulam por ali.

  5. Rafting e exploração de cavernas

    Um dos destaques da Suazilândia é o rafting no rio Usutu. As correntezas chegam ao grau IV e não são para quem tem coração fraco, mas os novatos com espírito de aventura também aproveitam muito. A Swazi Trails (2416 2180; www.swazitrails.co.sz; Mantenga Craft Centre) oferece passeios de um ou meio dia (E750/650 por pessoa, com almoço e transporte, mínimo de duas pessoas). As saídas são do Ezulwini Valley.  Para um desafio fora dos padrões, a empresa também oferece passeios nas cavernas da enorme Gobholo Cave (a partir de E595).

  6. Scarabeo

    Esse ecocamp muda de lugar conforme a estação, mas as 12 tendas sempre têm vista para o deserto e o Alto Atlas. Durante o dia, você pode fazer caminhadas, passeios de camelo, voar de parapente ou empinar pipa. À noite, lâmpadas iluminam o caminho até projeções de filmes ao ar livre e lugares para observar as estrelas.

  7. Seldomseen (observação de aves)

    Os aficionados podem fazer uma caminhada de 2 horas para observar as aves na Seldomseen Farm. Há 250 espécies frequentes na região, incluindo o frango‑d’água‑elegante ou o bulbul de Taiwan.

  8. Tikondane Community Centre

    A noventa quilômetros de Chipata e quinhentos quilômetros de Lusaka, Katete é uma pequena cidade ao sul da Great
    East Rd. A quatro quilômetros a oeste da cidade, o Tikondane Community Centre (tikoeducation@gmail.com), perto do St Francis Hospital, é uma iniciativa local de trabalho com aldeias com atividades como a educação infantil e de adultos e programas agrícolas, além do treino de cuidadores de vítimas da AIDS. O Tikondane também aceita voluntários para
    trabalhar no centro e nos projetos (compromisso mínimo de duas semanas). Contate a diretora voluntária Elke Kroeger‑Radcliffe para mais detalhes.

  9. Water by Nature

    Apesar de o rafting e a canoagem não serem desenvolvidos no Marrocos, os rios nos arredores de Bin el-Ouidane, no Alto Atlas, têm paisagens fantásticas. Essa especialista em pacotes de aventura com agências nos EUA e no Reino Unido oferece excursões de rafting e canoagem para todos os níveis de habilidade, incluindo pacotes para famílias.